A leucemia do linfoma não-Hodgkin é

A leucemia e o linfoma não-Hodgkin são ambas formas de câncer no sangue, mas são diferentes, pois a leucemia geralmente afeta o sangue e a medula óssea, enquanto o linfoma não-Hodgkin afeta os linfonodos. Embora existam algumas semelhanças entre os dois tipos de câncer, suas causas, origem, sintomas, tratamento e taxa de sobrevida são diferentes.

A leucemia ocorre quando a medula óssea produz excesso de glóbulos brancos anormais e é tipicamente uma doença de crescimento lento, de modo que os sintomas não são imediatamente percebidos. Com o tempo, os efeitos do excesso de glóbulos brancos, juntamente com a diminuição do número de glóbulos vermelhos, são observados. A leucemia pode ser de dois tipos, leucemia aguda e leucemia crônica. A leucemia aguda se espalha mais rapidamente do que a leucemia crônica, já que a leucemia crônica cresce lentamente nos estágios iniciais. 4 tipos proeminentes de leucemia foram identificados, sendo leucemia mielóide aguda, leucemia mielóide crônica, leucemia linfocítica aguda e leucemia linfocítica crônica.

O linfoma afeta especificamente os gânglios linfáticos, que é baseado principalmente na origem das células cancerígenas. Alguns tipos de linfomas também podem surgir no sistema linfático, enquanto outros começam nos glóbulos brancos. O linfoma não-Hodgkin geralmente ocorre quando as células B ou células T que estão presentes nas células brancas / glóbulos brancos sofrem alteração maligna. Eles viajam para diferentes partes do corpo através do sangue normalmente para os tecidos linfóides. Isso leva ao aumento dos gânglios linfáticos.

Diferenças na incidência entre leucemia e linfoma não-Hodgkin

No geral, mais pessoas são afetadas por linfomas do que leucemia. O linfoma não-Hodgkin afeta as pessoas duas vezes mais do que a leucemia. Embora a maioria dos cânceres encontrados em crianças antes dos 15 anos de idade seja composta principalmente de leucemia, enquanto os linfomas compreendem apenas 10% dos cânceres infantis. O linfoma não-Hodgkin é mais comum em pessoas com mais de 55 anos. Ambos os cânceres são mais comuns em homens do que em mulheres. O linfoma não-Hodgkin também tem uma taxa de sobrevida elevada que a leucemia. A taxa de mortalidade da leucemia é maior do que o linfoma não-Hodgkin.

Os sintomas da leucemia demoram a se manifestar e incluem linfonodos aumentados, falta de ar ou dificuldade para respirar, fadiga crônica, febre, sangramento de nariz e gengivas, fraqueza (sensação de tontura ou leve na maioria das vezes), tendência a ter infecções que não cicatrizam, pele facilmente machucada, perda de apetite, inchaço no abdômen, perda repentina de peso que não pode ser explicada, dor ou sensibilidade nos ossos, manchas enferrujadas na pele e suor excessivo, especialmente à noite.

Os sintomas do linfoma não-Hodgkin incluem linfonodos aumentados, inchaço abdominal, sensação de saciedade mesmo após pequenas refeições, febre, fadiga, falta de ar, tosse, dor no peito, perda súbita de peso com suores e calafrios.

The risk factors of leukemia also differ from non-Hodgkin’s lymphoma. Chronic leukemia is commonly found in adults. By contrast acute leukemia is commonly found in children, making it the most common cancer found in children. The risk factors for leukemia include genetic disorders, family history of the disease, and exposure to certain types of chemicals, history of exposure to radiation or chemotherapy and smoking.

Lymphoma can mostly occur at any age but mostly affects adults beyond the age group of 55 years. The risk factors of non-Hodgkin’s lymphoma include a weakened immune system, exposure to some chemicals, chronic helicobacter pylori infection, previous radiation or chemotherapy and certain auto immune diseases.

Diagnosis

Both non-Hodgkin’s lymphoma and leukemia diseases require a detailed history of the patient along with a physical examination. For the diagnosis of leukemia, doctor will do a blood test to look for abnormal counts of white blood cells. Sometimes a bone marrow biopsy is also required. In some cases chromosome testing, X-rays or CT scans can also be done. In case a lymphoma is suspected a biopsy from the affected tissue can be taken under general anesthesia along with other imaging and blood tests.

Treatment

Leukemia is treated with chemotherapy, stem cell transplant, targeted therapy, biological therapy and radiation therapy.

The treatment of non-Hodgkin’s lymphoma includes radiation therapy, chemotherapy, drugs that prevent further growth of abnormal cells, immunotherapy and high dose chemotherapy along with stem cell transplant and surgery in very cases.

Also Read:

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment