Cara, boca e garganta

O que é Neuralgia Glossofaríngea: Causas, Sintomas, Tratamento, Cirurgia, Tratamento Complementar

A neuralgia glossofaríngea é uma condição na qual o nono nervo craniano, chamado nervo glossofaríngeo, é afetado. Qualquer tipo de irritação desse nervo pode levar a um conjunto de queixas observadas na nevralgia do glossofaríngeo. Como o nervo fornece a região posterior da garganta, língua e orelha, os sintomas da neuralgia do glossofaríngeo estão localizados principalmente nessas áreas.

Na neuralgia do glossofaríngeo, a dor é sentida na língua, parte traseira da garganta, amígdalas e região da orelha devido à irritação do nervo. As dores agudas e repentinas podem ser sentidas como choques elétricos e podem ser muito severas às vezes. Embora as dores na nevralgia do glossofaríngeo possam durar de alguns segundos a minutos, na maioria dos casos, podem durar muito em algumas pessoas. É importante entender as causas da neuralgia do glossofaríngeo e dos sintomas associados para poder administrar a doença de forma eficaz.

Causas da Neuralgia Glossofaríngea

A neuralgia do glossofaríngeo origina-se do dano ao nono nervo craniano, chamado nervo glossofaríngeo. Este nervo fornece para a parte de trás da língua e área da garganta.

Algumas de suas ramificações também fornecem as amígdalas, o ouvido e a região ao redor da articulação da mandíbula.

Embora a causa da neuralgia do glossofaríngeo possa variar de pessoa para pessoa, dependendo da sua condição, na maioria dos casos, a irritação do nervo glossofaríngeo está presente. Em algumas pessoas, quando a causa exata pode não ser conhecida, a neuralgia do glossofaríngeo pode ser considerada idiopática.
Algumas das causas que podem estar relacionadas à neuralgia do glossofaríngeo na maioria das pessoas incluem condições que causam compressão, dano ou irritação do nervo glossofaríngeo, como lesões, tumores ou compressão arterial.

Lesão do Nervo – Causa Comum da Neuralgia Glossofaríngea

O nervo glossofaríngeo passa por uma região atrás das orelhas e do pescoço. Como esta região está exposta a maior risco de lesões e danos ao nervo podem ocorrer. Certas atividades, lesões ou esportes podem aumentar o risco de lesão do nervo glossofaríngeo. Lesões ou traumas nessa região podem ocorrer comumente durante a prática de esportes, devido a um golpe direto na região do pescoço e da orelha, ou uma queda que causa lesão no nervo.

Acidentes veiculares, colisões posteriores ou frontais e lesões no pescoço também podem comumente causar danos ao nervo glossofaríngeo, causando nevralgia do glossofaríngeo. Movimentos bruscos no pescoço ou um golpe podem danificar ou irritar o nervo glossofaríngeo situado nessa região. Qualquer outra condição que comprima ou danifique o nervo pode contribuir para as causas da neuralgia do glossofaríngeo.

Neuralgia Glossofaríngea Causada Devido à Compressão Nervosa da Artéria

A compressão arterial é ainda outra causa comum de compressão do nervo que pode causar nevralgia do glossofaríngeo. Um vaso sanguíneo próximo ao tronco cerebral, mais comumente uma artéria, pode exercer pressão sobre o nervo e resultar em dor na área suprida pelo nervo glossofaríngeo.

Neuralgia Glossofaríngea Causada Devido ao Tumor

A neuralgia do glossofaríngeo também pode ser causada devido a uma lesão, crescimento ou tumor na região, por onde passa o nervo glossofaríngeo. O crescimento ou tumor pode causar compressão do nervo glossofaríngeo, que irrita o nervo e pode causar neuralgia do glossofaríngeo.

Algumas outras condições que afetam as regiões ao redor da área pela qual o nervo glossofaríngeo passa podem irritar o nervo que causa nevralgia do glossofaríngeo. Esses incluem

  • Condições bucais – Problemas dentários ou distúrbios da boca podem afetar o nervo da região. Qualquer inflamação, infecção ou abscesso dentário pode irritar o nervo e causar neuralgia do glossofaríngeo. Infecções e suportes dentais que se estendem profundamente podem causar dor no nervo, extração dentária ou outros problemas dentários podem causar neuralgia do glossofaríngeo. Outras condições que podem causar neuralgia do glossofaríngeo incluem infecções na cavidade oral, abscessos gengivais ou infecção das glândulas.
  • Neuralgia Glossofaríngea Causada Devido à ENT (ouvido, nariz e garganta) Condições Relacionadas – Condições nasais e inflamação dos seios paranasais, inflamação ou infecções que se estendem até os ouvidos podem causar neuralgia do glossofaríngeo. Condições relacionadas com os ouvidos que causam inflamação das estruturas ou lesões nos nervos também podem causar nevralgia do glossofaríngeo. Qualquer crescimento ou tumor em ou ao redor das orelhas pode comprimir o nervo glossofaríngeo e ser uma causa de neuralgia do glossofaríngeo.
  • Infecções Virais – Infecções virais podem comumente afetar o ouvido, nariz e garganta causando resfriado comum , infecções na garganta, etc., que podem causar dor na garganta ou, às vezes, tal inflamação pode até mesmo irritar o nervo. Isso pode causar neuralgia glossofaríngea em alguns casos. Certas infecções virais também tendem a afetar os nervos e causar glossofaringe, por exemplo, herpes vírus,  infecções da caxumba , inchaço e inflamação das glândulas também podem causar neuralgia do glossofaríngeo.
  • Condições Relacionadas a Nervos – Algumas condições que afetam o nervo na região da orelha ou garganta podem causar danos nos nervos, resultando em nevralgia do glossofaríngeo. Por exemplo, problemas na medula espinhal, condições que afetam o tronco cerebral ou o sistema nervoso central, como a esclerose múltipla , também podem causar danos ao nervo e à nevralgia do glossofaríngeo.
  • Condições médicas – Determinadas condições médicas, como diabetes ou outras neuropatias, que causam danos nos nervos, podem apresentar suas complicações e causar neuralgia do glossofaríngeo. As condições reumáticas e os problemas musculoesqueléticos que afetam os músculos, tornando-os rígidos e doloridos, também podem exercer pressão sobre os nervos que irrigam o rosto, especialmente quando os músculos da cabeça, pescoço e ombros estão envolvidos. Condições como afetar os músculos e tecidos moles, polimialgia reumática,  fibromialgiatambém pode contribuir para a dor do nervo. Qualquer outra condição médica que possa afetar o nervo glossofaríngeo, comprimir o nervo ou danificá-lo de alguma forma pode causar neuralgia do glossofaríngeo. Portanto, qualquer história ou presença de outras condições médicas deve ser estudada ao avaliar um caso de neuralgia do glossofaríngeo.
  • Outros – Outras causas que podem levar à neuralgia do glossofaríngeo precisam ser consideradas. Os cistos ou sacos cheios de líquido podem exercer pressão sobre o nervo glossofaríngeo e causar dor nas áreas supridas pelo nervo. Tumores, nódulos ou tumores de qualquer tipo também podem causar nevralgia do glossofaríngeo.

Sintomas da Neuralgia Glossofaríngea

Neuralgia glossofaríngea, é uma condição bastante incomum em comparação com outros problemas de danos nos nervos, no entanto, pode ser observado em alguns casos. As mulheres podem ter um risco aumentado de neuralgia do glossofaríngeo e a população idosa também pode experimentar. Pessoas que sofrem de neuralgia do glossofaríngeo frequentemente queixam-se de dor súbita, aguda e grave na região da face, estendendo-se das orelhas à garganta. A localização exata da dor pode variar de pessoa para pessoa.

Os sintomas comuns da neuralgia do glossofaríngeo incluem choque elétrico agudo como dores, que dão uma sensação de interferência súbita na área. Isso pode ser acompanhado por uma sensação de dor ardente , tipicamente originada de irritação nervosa. A localização do nervo glossofaríngeo é em torno das orelhas e da garganta, portanto, atividades relacionadas às orelhas e movimentos da articulação da mandíbula muitas vezes pioram a dor na neuralgia do glossofaríngeo. As áreas mais comumente afetadas incluem dorso da língua, dorso do nariz e garganta, amígdalas, caixa de voz e região da orelha.

Atividades comuns como falar, ler, cantar, bocejar, comer, mastigar e até engolir podem ser difíceis e dolorosas. Os sintomas da neuralgia do glossofaríngeo também incluem dor de garganta, mais comumente no lado afetado, e podem estar associados à sensação de que algo pontudo está alojado na garganta. Tossir, espirrar também pode agravar os sintomas da nevralgia glossofaríngea.

A dor na neuralgia do glossofaríngeo pode durar por duração variável. Em alguns, a dor pode durar alguns dias ou semanas, enquanto em alguns pode durar mais tempo. Na maioria dos casos, os sintomas da nevralgia do glossofaríngeo ou de um episódio podem durar alguns segundos, quando a dor é realmente insuportável. Os sintomas da neuralgia do glossofaríngeo podem diminuir por algum tempo, mas muitas vezes reaparecem mais tarde ou podem ser desencadeados por certos fatores.

Com o passar do tempo, a maioria das queixas de neuralgia do glossofaríngeo pode piorar e começar a interferir nas atividades diárias, se não tratada. Dificuldade em mastigar e engolir pode afetar a ingestão de alimentos em muitas pessoas e também pode resultar em perda de apetite, perda de peso e fraqueza. Como falar causa dor na neuralgia glossofaríngea e quando a vida diária é afetada, as pessoas podem interagir menos com os outros, aumentando o risco de distúrbios emocionais e depressão.

Algumas pessoas também podem apresentar sintomas de neuralgia do glossofaríngeo em associação com problemas de nervos relacionados. Esses sintomas podem incluir alterações na pressão arterial e desmaios, que podem ser considerados como complicações da nevralgia do glossofaríngeo.

Diagnóstico de Neuralgia Glossofaríngea

O diagnóstico da neuralgia do glossofaríngeo começa com uma anamnese completa. A história pode revelar condições que podem ser possíveis causas de neuralgia do glossofaríngeo. Qualquer lesão ou trauma anterior na cabeça ou no pescoço deve ser investigado e avaliado adequadamente. História prévia de cirurgias, otites ou tratamento odontológico e outros procedimentos semelhantes ou tratamento médico são anotados.

Detalhes sobre os sintomas da neuralgia do glossofaríngeo são observados e correlacionados com a história. A avaliação da neuralgia do glossofaríngeo é muito importante e deve ser feita de maneira sistemática. A localização, a natureza da dor e a duração para a qual ela dura devem ser consideradas. Como pessoas diferentes apresentam sintomas diferentes, cada sintoma de neuralgia do glossofaríngeo deve ser investigado. O número de episódios de dor e sua repetição deve ser considerado. Fatores agravantes e outros desencadeantes podem dar uma pista para as possíveis causas e ajudar no diagnóstico da neuralgia do glossofaríngeo.

O próximo passo para o diagnóstico da neuralgia do glossofaríngeo inclui exame clínico e testes neurológicos. O médico examina a área suprida pelo nervo glossofaríngeo, avalia o funcionamento das partes e avalia o controle muscular na área. O médico pode testar funções de mastigação, degustação, deglutição e outras atividades relacionadas ao desempenho do nervo glossofaríngeo. O médico pode fazer uso de um anestésico local e tentar obter uma resposta dolorosa, acionando algumas áreas sensíveis fornecidas pelo nervo glossofaríngeo.

Causas da neuralgia do glossofaríngeo são mantidas em mente considerando a história do paciente e a possibilidade de compressão do nervo é determinada com a ajuda desses testes. A anamnese e a avaliação primária do paciente dão uma ideia e as investigações apropriadas para a neuralgia do glossofaríngeo podem ser solicitadas.

Investigações para Neuralgia Glossofaríngea

O exame clínico, a história e a avaliação podem revelar as causas mais possíveis da neuralgia do glossofaríngeo; no entanto, algumas investigações podem ser necessárias para descartar possíveis causas graves de neuralgia do glossofaríngeo. Além disso, para uma história conhecida de lesão ou cirurgia prévia, certas investigações podem ser consideradas para avaliar o status da lesão ou cirurgia, sua relação com as causas da nevralgia glossofaríngea.

Algumas das investigações para diagnóstico de neuralgia do glossofaríngeo ou para descartar outras condições incluem:

Ressonância magnética (MRI) – exames de ressonância magnética podem ser considerados para detectar lesões, danos nos tecidos, envolvimento dos tecidos moles ou compressão dos nervos e vasos sanguíneos. Também ajuda a determinar a presença de tumores, tumores ou qualquer anormalidade nos vasos sanguíneos. A RM é solicitada para a área possivelmente envolvida nas causas da neuralgia do glossofaríngeo. A ressonância magnética também pode ajudar a determinar o envolvimento dos discos intervertebrais no caso da coluna cervical ou quando o pescoço está envolvido com outras estruturas da cabeça ou da face como causa da neuralgia do glossofaríngeo. A ressonância magnética especializada pode ser útil na detecção de coágulos sanguíneos, malformações arteriovenosas e outras desordens das artérias e veias, que podem ser as causas da nevralgia do glossofaríngeo.

Outras investigações ao diagnóstico de neuralgia do glossofaríngeo.

Eletromiograma (EMG) – Este teste ajuda a estudar a atividade dos músculos da face, garganta e áreas relacionadas. Pode ajudar no diagnóstico da neuralgia do glossofaríngeo. Estimulação do nervo pode mostrar mudanças relevantes e contrações nos músculos, que são registrados. Isso também pode ajudar a descartar ou confirmar o diagnóstico de qualquer outro envolvimento nervoso.

Estudo de condução nervosa (NCS) – ajuda a estudar o padrão e a condução de sinais através do nervo. Alterações na condução nervosa são registradas, o que pode auxiliar no possível diagnóstico de neuralgia do glossofaríngeo.

Angiograma – Quando o envolvimento de um vaso sanguíneo, um aneurisma ou compressão do nervo glossofaríngeo devido a uma artéria é suspeito, o estudo das artérias pode ajudar. Um angiograma pode ser realizado para confirmar o diagnóstico de neuralgia do glossofaríngeo ou para planejar tratamento cirúrgico adicional, em alguns casos.

Outras investigações que podem ajudar a descartar outras condições que causam neuralgia do glossofaríngeo podem ser solicitadas, conforme apropriado.

Tratamento da Neuralgia Glossofaríngea

O tratamento da neuralgia do glossofaríngeo inclui medicamentos, injeções e, em certos casos, que não respondem bem a qualquer tratamento, opções cirúrgicas podem ser consideradas.

Medicamentos para tratar a neuralgia do glossofaríngeo

Medicamentos são efetivamente utilizados para o tratamento da neuralgia do glossofaríngeo. Esses incluem

  • Relaxantes musculares, que ajudam a relaxar os músculos sobrecarregados e mais estimulados, proporcionando assim algum alívio em espasmos musculares involuntários.
  • Os medicamentos anticonvulsivantes também são usados ​​para tratar a neuralgia do glossofaríngeo, pois estes ajudam a bloquear a dor e os sinais enviados pelo nervo glossofaríngeo irritado.
  • Relaxantes e antidepressivos podem ser administrados em pessoas que sofrem de ansiedade ou estresse. Medicamentos para controlar o transtorno de estresse pós-traumático podem ser considerados naqueles que sofrem de neuralgia do glossofaríngeo devido a lesão ou traumatismo do nervo.
  • A aplicação ou injeção de agentes anestésicos locais pode ser considerada em alguns casos, onde a dor na garganta é insuportável e interfere nas atividades rotineiras. Ela ajuda a causar dormência na área, o que pode ajudar a comer, engolir e ajuda a prevenir a desidratação ou fraqueza.

A maioria destes medicamentos tem efeitos colaterais como tontura, náusea, distúrbios gástricos, etc. Estes medicamentos que podem proporcionar alívio da nevralgia glossofaríngea precisam ser tomados com o conselho do médico e quaisquer efeitos colaterais devem ser discutidos para encontrar uma solução.

Fisioterapia –  Fisioterapia para neuralgia glossofaríngea pode ser aplicada. Utiliza modalidades para relaxar os músculos tensos, reduzir a dor, desconfortar qualquer espasmo muscular, o que pode ser considerado, conforme o caso. A estimulação elétrica nervosa (TENS) e técnicas similares que ajudam a relaxar os músculos e aliviar o nervo glossofaríngeo irritado podem ser consideradas.

Terapia Nutricional – A nevralgia glossofaríngea pode ser considerada como ocorrendo devido à perda da cobertura protetora do nervo e certos nutrientes podem ajudar na sua administração. Deficiência de certas vitaminas e minerais pode estar relacionada com as queixas de neuralgia do glossofaríngeo. Em tais casos, juntamente com uma dieta saudável, suplementos nutricionais podem ser aconselhados. Magnésio, cálcio, ferro ou outros minerais e vitamina B12, ácido fólico e complexo B podem ajudar a controlar a neuralgia do glossofaríngeo em alguns casos. Suplementos vitamínicos e minerais podem ser prescritos, conforme apropriado nesses casos.

Para pessoas com nevralgia glossofaríngea, que são incapazes de comer, o aumento da ingestão de líquidos é essencial. Bebidas nutricionais e consumo de alimentos na forma líquida podem ser considerados.

Tratamento Cirúrgico da Neuralgia Glossofaríngea

A cirurgia para neuralgia do glossofaríngeo pode ser considerada dependendo da causa. O objetivo do tratamento cirúrgico para a neuralgia do glossofaríngeo pode ser liberar o nervo da compressão, remover as estruturas que causam a compressão do nervo ou cortar o nervo para reduzir os sinais de dor. Se tumores ou tumores semelhantes são a causa da nevralgia do glossofaríngeo, o tratamento apropriado inclui o seu funcionamento e remoção.

Procedimentos como rizotomia ou rizólise são realizados de diferentes maneiras para tratar a neuralgia do glossofaríngeo. Estes são destinados a danificar o nervo, o que ajuda a bloquear os sinais de dor.

Algumas cirurgias de neuralgia glossofaríngea incluem:

  • Descompressão microvascular – Esta é a opção mais comum, quando a causa da neuralgia do glossofaríngeo é uma pequena artéria está causando compressão do nervo glossofaríngeo. Este procedimento cirúrgico inclui a remoção ou deslocamento dos vasos sanguíneos em estreita proximidade com a raiz nervosa para aliviar os sintomas da neuralgia do glossofaríngeo. Alguns riscos deste procedimento incluem danos ao nervo ou vasos sangüíneos que causam fraqueza da face, garganta, recorrência da dor e redução da audição ou derrame.
  • Radiocirurgia – Neste tratamento para neuralgia glossofaríngea, uma dose focalizada de radiação é direcionada para a raiz do nervo. A cabeça do paciente é mantida imóvel durante o tratamento para fornecer radiação focalizada, que destrói a raiz nervosa.

Além destes, existem certos procedimentos para o tratamento da neuralgia do glossofaríngeo, ou rizotomia do nervo que podem ser realizados incluem:

  • Injeção de glicerol – Neste tratamento para neuralgia glossofaríngea, uma injeção de glicerol estéril é injetada na raiz do nervo. Isso pode ser considerado em alguns casos de neuralgia do glossofaríngeo, para ajudar a aliviar a dor e o desconforto.
  • Rizotomia por radiofrequência ou lesão térmica – Também chamada de Rizotomia por Radiofrequência Estereotáxica Percutânea. Neste procedimento, a corrente de aquecimento ou radiofrequência é usada para danificar o nervo, o que pode ajudar a aliviar a dor do nervo e reduzir o desconforto associado a ele. É também conhecido como ou ablação por RF ou lesão por RF.

Opções Complementares de Tratamento da Neuralgia Glossofaríngea

Algumas pessoas com neuralgia do glossofaríngeo podem achar úteis as terapias complementares. Esses incluem:

Medicina Alternativa – Terapias alternativas como Homeopatia, Ayurveda,  Acupunturaou outras técnicas de cura podem ser úteis em alguns casos de neuralgia do glossofaríngeo. Yoga terapia e gerenciamento de estresse, técnicas de relaxamento também podem ser úteis. Acredita-se que as técnicas de meditação e respiração auxiliem no controle das condições de dor e possam ser praticadas sob orientação especializada.

Aconselhamento e psicoterapia – O apoio de um conselheiro pode ajudar as pessoas com nevralgia glossofaríngea, pois a interferência nas atividades diárias pode dificultar o gerenciamento da condição. Interagir com a família, amigos e terapeutas profissionais pode ajudar a lidar melhor com a situação.

Dieta – Uma dieta rica em grãos integrais, gorduras saudáveis, frutas frescas, vegetais e muita água pode ser útil no tratamento de condições de dor no nervo, como neuralgia do glossofaríngeo. Beber bastante água e líquidos para manter o equilíbrio eletrolítico, ajuda a fornecer lubrificação às articulações e mantém os músculos flexíveis. Consumir alimentos ricos em minerais como magnésio, cálcio, potássio, que são comumente encontrados em frutas, verduras, nozes, sementes e feijões pode ser benéfico.

Para pessoas com outras condições médicas, como diabetes ou pressão alta, o risco de danos nos nervos é alto. Assim, um plano de dieta appropairae que ajuda a controlar o diabetes , a hipertensão arterial é importante para reduzir o risco de complicações. Uma dieta baixa em açúcar, baixo teor de sal e baixo teor de gordura pode ajudar, além de exercícios regulares ou caminhadas diárias.

Massagem – Massagem suave pode ajudar a aliviar o estresse nos músculos e aliviar o espasmo muscular, que pode estar contribuindo para os sintomas da neuralgia do glossofaríngeo.

Seguir algumas dicas pode ajudar a manter um estilo de vida saudável que pode ajudar no tratamento da neuralgia do glossofaríngeo.

  • Evite a ingestão de estimulantes, bebidas com cafeína, fumo ou álcool, pois podem agravar a irritação dos nervos. É melhor evitar alimentos altamente condimentados, conservantes pesados ​​ou alimentos gordurosos. Alternativas saudáveis ​​como leite, chá verde, água de coco, sucos de frutas e vegetais frescos podem ser consumidas. Aumente a dieta líquida, para que a mastigação e a dificuldade em engolir possam ser minimizadas.
  • Pratique técnicas de relaxamento e controle de estresse para manter a mente e o corpo relaxados. Exercícios regulares e atividade física são igualmente importantes. Envolva-se em hobbies ou atividades que dão prazer para manter a mente longe das queixas de neuralgia glossofaríngea e ajudar a lidar com isso.
  • Evite ficar acordado até tarde da noite, acabar com o estímulo ou o uso excessivo de aparelhos eletrônicos, pois eles também podem irritar o nervo e agravar os sintomas da nevralgia do glossofaríngeo. Certifique-se de permanecer relaxado e durma bem durante a noite. Configurar um cronograma para trabalho e relaxamento pode ajudar.

Embora a maioria das terapias complementares possa ajudar a aliviar a dor na neuralgia do glossofaríngeo, elas funcionam melhor quando aplicadas, além do tratamento primário da neuralgia do glossofaríngeo. É aconselhável ter uma opinião médica antes de tomar quaisquer outras opções de tratamento e, se houver um agravamento dos sintomas, deve-se procurar atendimento médico imediato.

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment