O que é Cisto de Fenda de Rathke: Sinais, Sintomas, Tratamento, Diagnóstico

Durante o processo de embriogênese, a bolsa de Rathke é formada no teto da boca do embrião. Eventualmente, forma a parte anterior da glândula pituitária chamada adeno-hipófise. Se por algum motivo, alguma parte da bolsa de Rathke permanecer inalterada e aumentar de tamanho, ela poderá formar o Cisto de Fissura de Rathke (RCC). Esse tipo de cisto normalmente parece uma fenda entre os lobos anterior e posterior da glândula pituitária. É de natureza benigna e tem uma forma arredondada, com halteres ou levemente ovóide. Na maioria dos casos, o RCC não causa nenhum problema. No entanto, para alguns pacientes com Cisto Fissura de Rathke, podem ocorrer problemas físicos diferentes, em que eles precisam de atenção imediata.

Características Comuns do Cisto da Fenda de Rathke

Na maioria das situações, a Cisto de Fenda de Rathke permanece indetectada, a menos que alguns sintomas se tornem visíveis ou detectados acidentalmente durante o diagnóstico de alguma outra doença. Na maioria dos casos, esses cistos permanecem em tamanho muito pequeno (máximo de 2 mm de diâmetro) e não apresentam sintomas visíveis. No entanto, pode ser tão grande quanto 40 mm. Algumas outras características da Cisto de Fenda de Rathke são as seguintes:

  • Os RCCs são normalmente transparentes e possuem cores diferentes, como azul, amarelo claro, verde, rosa ou marrom.
  • O fluido dentro do cisto é normalmente aguado, gelatinoso ou espesso, mas em alguns casos pode ser como óleos móveis.
  • Estes cistos são compostos de estroma vascularizado, juntamente com três tipos de células epiteliais, viz. epitelial epitelial mucosa, epitelial ciliada e epitelial não ciliada.

Quando o Cisto de Fenda de Rathke aumenta de volume, ele começa a comprimir o hipotálamo, a glândula pituitária, o pedúnculo hipofisário e o abismo óptico. É quando vários tipos de sintomas começam a aparecer nos pacientes.

Sinais e sintomas de cisto de fenda de Rathke

A seguir estão os sinais e sintomas mais conhecidos da Cisto de Fenda de Rathke:

  • Hipopituitarismo ou Hipopituitarismo Seletivo: Esta é uma condição quando a taxa de secreção de um ou mais hormônios secretados pela glândula pituitária diminui significativamente, criando muitas outras desordens corporais, incluindo retardo de crescimento e disfunção cognitiva.
  • Endocrinopatia: É uma doença da glândula endócrina e intimamente ligada ao hipopituitarismo.
  • Defeito visual como sinal de cisto de fenda de Rathke: Devido a uma pressão incomum no quiasma óptico, um paciente com cisto de fissura de Rathke pode apresentar visão turva .
  • Dor de cabeça como um sintoma de Cisto de Fenda de Rathke: Os pacientes com este tipo de crescimento cístico podem experimentar dores de cabeçafrequentes, especialmente na parte anterior da cabeça.

Além disso, médicos e pesquisadores que lidam com Cisto de Fenda de Rathke também detectaram algumas outras indicações de Cisto de Fenda de Rathke, embora em casos muito raros, como extensão frontal incomum, adenomas hipofisários, apoplexia hipofisária, síndrome de Sella vazia, abscessos intra-císticos, etc.

Diagnóstico de Cisto de Fenda de Rathke

Não há limitação de idade específica nesta doença, mas adultos acima de 20 anos são afetados principalmente por Cleft Cist de Rathke. Os testes para diagnóstico incluem:

  • A ressonância magnética e a tomografia computadorizada são freqüentemente usadas para detectar esses tipos de crescimentos císticos.
  • A tomografia computadorizada pode ajudar a detectar o cisto e avaliar a extensão da calcificação do cisto. A tomografia computadorizada também ajuda a medir a quantidade de cálcio presente no cisto que não é possível através da ressonância magnética. Além disso, a tomografia computadorizada também pode avaliar a remodelação óssea da Cisto de Fenda de Rathke com mais precisão do que a RM.
  • No entanto, os médicos preferem exames de ressonância magnética sagital e coronal em tomografia computadorizada devido às seguintes razões:
  • A ressonância magnética fornece um relatório mais preciso e autêntico sobre a condição atual da cisto de fenda de Rathke e quanta pressão ela está colocando no abismo óptico, no hipotálamo e nos nervos ópticos.
  • A RM fornece uma visão melhor da expansão lateral do Cisto de Fenda de Rathke.

Além disso, os médicos também podem realizar diagnósticos diferenciais para classificar a possibilidade de outras formações de massa como adenoma pituitário, cisto aracnoide, craniofaringioma, etc. Ao mesmo tempo, alguns exames de sangue também são realizados para uma avaliação completa do sangue hormonal para hormônios hipofisários.

Procedimento de tratamento para cisto de fenda de Rathke

Pequenos Cistos de Fissura de Rathke assintomáticos que são detectados principalmente durante o tratamento de quaisquer outros problemas raramente requerem qualquer tratamento. Em milhões de casos em que o cisto é muito pequeno, os médicos aconselham observar a condição periodicamente por ressonância magnética ou tomografia computadorizada. Muitos desses cistos permanecem os mesmos por anos ou desaparecem com o tempo. No entanto, os Cistos de Fenda de Rathke maiores, cujo diâmetro é superior a 10 mm, necessitam de tratamento. Estes Cistos de Fenda de Rathke normalmente exercem pressão sobre as áreas circundantes, incluindo a glândula pituitária e o hipotálamo. Verifica-se também que estas massas císticas crescem de tamanho constantemente gerando muitos outros problemas, como discutido anteriormente.

A cirurgia é o tratamento mais comum para Cisto de Fenda de Rathke de grande porte que causa dor de cabeça, disfunção hipofisária e problemas visuais. Nos dias de hoje, é realizada uma abordagem endoscópica endonasal (AEA) muito avançada seguida de alguns medicamentos. Nesta forma de cirurgia, as cavidades nasais são usadas para alcançar o local e remover o cisto. Nesta cirurgia, nenhuma incisão é necessária; Daí, um paciente se recupera rapidamente.

Conclusão

Cisto de Fenda de Rathke é uma doença rara. A cirurgia é necessária se o cisto ficar muito maior. Os menores não representam nenhum problema. O diagnóstico é um grande desafio para os médicos, uma vez que os sintomas se assemelham a muitas outras doenças. Através do processo cirúrgico, Cleft Cyst de Rathke pode ser removido completamente. Em muito poucos casos, pode recair ao longo do período de tempo de 5-10 anos. Com o avanço da ciência médica, o tratamento de Rathke Cleft Cyst está ficando mais fácil.

Leia também:

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment