Qual é o melhor tratamento para o comprometimento cognitivo leve?

O comprometimento cognitivo leve pode ser autoavaliado com a ajuda de amigos e parentes. Pode-se observar que haverá uma cadeia quebrada de pensamentos, declínio na capacidade de trabalho; sua deficiência de memória será maior quando comparada à sua idade e educação. O comprometimento cognitivo leve é ​​diferente da demência.

Qual é o melhor tratamento para o comprometimento cognitivo leve?

Há uma série de opções de tratamento para pessoas que sofrem de demência, mas para pessoas com comprometimento cognitivo leve, não há tratamentos aprovados pela FDA. Um número de estudos está sendo realizado para identificar os medicamentos como uma opção eficaz para o tratamento de comprometimento cognitivo leve. Atualmente, muitas medidas alternativas estão sendo prescritas para o comprometimento cognitivo leve, aqui nós fornecemos a você uma breve descrição.

Medicamentos

Como não existem melhores opções de tratamento definitivo para o comprometimento cognitivo leve, os médicos tendem a prescrever medicamentos da doença de Alzheimer,ou seja, “inibidores da colinesterase”. Esses medicamentos são usados ​​fora do rótulo e parecem ter efeitos benéficos em muitos pacientes. Os médicos analisam a relação risco-benefício antes de prescrever esses medicamentos, pois os medicamentos contra a doença de Alzheimer apresentam um risco maior de efeitos colaterais.

Suplemento alimentar

Certos suplementos alimentares, tais como óleo de peixe, flavanóis de cacau, certas vitaminas B, açafrão, vinpocetina, huperzina A, CoQ10 e acetil-L-carnitina, melhoraram a função cognitiva em pessoas que sofrem de défice cognitivo ligeiro.

Certas formas de colina também são eficazes para melhorar a memória em pacientes com doença de Alzheimer leve a moderada.

Vitamina E e ginkgo biloba também têm sido usadas para melhorar os sintomas de perda de memória, mas não há evidências clínicas fortes para o mesmo.

Mudancas de estilo de vida

A função de memória pode ser preservada, fazendo alterações no estilo de vida, o que não só melhora a saúde geral, mas também melhora o funcionamento do cérebro

Exercício Físico Regular . A atividade física aumenta o fluxo de sangue no corpo e também o cérebro que fornece nutrientes. A deficiência de nutrientes resulta em comprometimento cognitivo leve e a melhora na circulação pode prevenir ou retardar o declínio cognitivo.

Dieta Saudável . Inclua muitas frutas e vegetais na dieta, coma alimentos saudáveis ​​para o coração, ricos em gorduras boas e pobres em gordura ruim. Os ácidos graxos ômega-3 são bons para o coração e o cérebro. Consumir alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3 para melhorar a cognição.

Aumento da atividade cerebral . Manter-se engajado nas atividades que envolvem estimulação intelectual pode ajudar a prevenir o declínio cognitivo. Envolva-se em jogos, leitura de livros e outras atividades intelectuais. Ajuda na prevenção do declínio cognitivo e na preservação da memória. O treinamento cognitivo também será uma ferramenta eficaz. Atividades envolventes sociais ajudam na manutenção da função cerebral.

Prejuízo Cognitivo Leve Relacionado à Doença

Cérebro e coração trabalham em coordenação uns com os outros; tente ter pressão arterial normal, açúcar no sangue e níveis lipídicos.

A retirada dos medicamentos, como anticolinérgicos, benzodiazepínicos, analgésicos opiáceos, antipsicóticos e drogas estabilizadoras do humor, pode causar transtorno cognitivo leve, uma vez que as drogas são retiradas, a cognição da pessoa é restaurada.

Pessoas diagnosticadas com desequilíbrio hormonal e níveis inadequados de hormônios da tireóide também sofrem de problemas cognitivos, uma vez que os níveis hormonais estão dentro dos limites normais, o comprometimento cognitivo leve é ​​restaurado.

As meninas com deficiência de ferro também apresentam sinais e sintomas de comprometimento cognitivo leve, e o uso de suplementos de ferro melhora o aprendizado e a memória.

Os pacientes que sofrem de comprometimento cognitivo leve devem ser avaliados a cada 6 meses para verificar o aumento ou diminuição da função cognitiva. O comprometimento cognitivo leve não tratado aumenta o risco de desenvolver demência. É difícil prever a causa do comprometimento cognitivo leve e o tratamento médico correto para o comprometimento cognitivo leve, dependendo da causa. Houve aumento de pesquisas para identificar as alterações cerebrais em pacientes com comprometimento cognitivo leve e as medidas a serem tomadas para melhorar a memória e a cognição.

Conclusão

Não há tratamento aprovado pela FDA para o comprometimento cognitivo leve, existe apenas tratamento sintomático. A melhor opção de tratamento para pacientes com comprometimento cognitivo leve é ​​manter um estilo de vida saudável e tomar suplementos dietéticos para ajudar a melhorar a memória e a cognição. Um exercício regular melhora a circulação e nutre seu cérebro para um melhor funcionamento. Em certos casos de comprometimento cognitivo leve, os médicos prescrevem medicamentos para Alzheimer depois de analisar o perfil de efeitos colaterais. Identificar a causa subjacente do comprometimento cognitivo leve é ​​uma ferramenta importante para ajudar esses pacientes.

Leia também:

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment