Saúde Mental

Como aumentar a inteligência emocional?

Ao considerar o sucesso e a felicidade de um indivíduo, a capacidade intelectual (QI) e a Inteligência Emocional (QE) são igualmente importantes. Relacionamentos mais fortes podem ser construídos com a ajuda da inteligência emocional e indivíduos podem ser vitoriosos no trabalho e prosperar na obtenção de aspirações pessoais, bem como ter uma carreira de sucesso.

A inteligência emocional (EQ) tem potencial para detectar, interpretar, usar e projetar emoções de forma positiva para desativar o estresse, comunicar-se de forma construtiva, ter empatia com os outros, vencer os desafios e reduzir o conflito. Seu comportamento e a maneira como você se comunica com os outros pode ser drasticamente alterado com o impacto da inteligência emocional (EQ).

Se você é alimentado com alta inteligência emocional, você não só será capaz de encontrar seu próprio estado emocional, mas o mesmo dos outros e poderá atraí-los todos para você nas relações. Você pode formar relações mais saudáveis, compreendendo as emoções dos outros e relacioná-las minuciosamente em todas as situações, garantindo uma maior taxa de sucesso e uma vida plena com essa habilidade.

  • Autoconsciência: Você será capaz de resolver seus próprios sentimentos e pensamentos e saber onde eles podem levá-lo, para diminuir as fraquezas e alcançar a autoconfiança.
  • Autogerenciamento: sentimentos impulsivos e comportamentos podem ser controlados, gerenciar resultados emocionais de maneira saudável, atender aos compromissos e adaptar-se a mudanças físicas e emocionais.
  • Consciência social: Você pode deixar sua marca no grupo ou na organização, avaliar emoções, necessidades e preocupações dos outros, lidar com sugestões emocionais e acumular conforto social também.
  • Gestão de Relacionamento: Comunicação clara, gerenciamento de relações saudáveis, inspirando e influenciando outros, negociando conflitos e estilo de trabalho disciplinado podem ser desenvolvidos através da Inteligência Emocional.

Qual é o significado da Inteligência Emocional (EQ)?

Como sabemos, as pessoas mais inteligentes nem sempre são bem-sucedidas na vida pessoal e levam uma vida plena. Há poucas pessoas com brilho acadêmico e falham nos relacionamentos e mostram um lapso no trabalho. Inteligência intelectual não é suficiente para ser vitorioso na vida. Seu QI pode te dar assentos na faculdade, mas Inteligência Emocional (EQ) mostra seu charme em cumprir a vida e gerenciar o estresse e o desequilíbrio emocional durante os exames finais.

Inteligência Emocional (EQ) tem impacto sobre:

  • O desempenho de uma pessoa no trabalho. Para se destacar na carreira, a inteligência emocional leva você a melhor maneira de navegar pelas complexidades da sociedade, motivar e guiar os outros. Ao medir o calibre das habilidades dos candidatos, a equipe de contratação procura inteligência emocional aliada à capacidade técnica e testa o mesmo antes de contratar.
  • Saúde física de uma pessoa. Quando o estresse descontrolado é levantado, problemas complexos de saúde podem ser vistos, a pressão arterial aumenta, a desativação do sistema imunológico aumenta a complexidade do infarto do miocárdio, leva à infertilidade e ao processo de envelhecimento. A base da obtenção da inteligência emocional (QE) é desestressar a vida cotidiana.
  • Saúde mental de uma pessoa. Estresse e ansiedade descontrolados deixam um grande impacto na saúde mental, tornando-o indefeso a depressão e ansiedade. Mudanças de humor são processadas quando você perde o controle sobre suas próprias emoções e gerencia o mesmo de forma produtiva. A incapacidade de criar relacionamentos saudáveis ​​pode deixá-lo em isolamento.
  • Relações de uma pessoa. Você será capaz de entender como os outros estão se sentindo e controlar melhor suas próprias emoções e sentimentos. A comunicação eficaz é orientada e as relações mais refinadas são fomentadas tanto no local de trabalho quanto nas relações pessoais.

Como aumentar sua inteligência emocional (EQ)?

Nossos sentidos trazem toda a informação para o cérebro e quando o mesmo é altamente estressante, seu instinto se apoderará da situação e a capacidade de agir seria reduzida às respostas de fuga, luta ou congelamento. Portanto, há uma grande necessidade de instalar equilíbrio emocional em seu cérebro para tomar boas decisões a partir da vasta gama de escolhas disponíveis.

Memória e emoção são poderosas em seu elo. Aprenda a ficar em contato com as partes emocionais e racionais do seu cérebro para que a variedade de escolhas possa ser expandida ao tentar descobrir a solução para um novo evento, e você também terá memória emocional como um elemento no processo de tomada de decisões para evitar erros anteriores.

Para aumentar sua inteligência emocional e a capacidade de tomar decisões, você precisa decodificar e governar suas emoções. Este é dominado pela construção de competências-chave para navegar e gerenciar o estresse extra e transformar um comunicador eficaz.

Como desenvolver as principais habilidades que melhoram a inteligência emocional (EQ)?

Qualquer pessoa pode, a qualquer momento, aprender as principais habilidades para melhorar a inteligência emocional (EQ). Ganhar o conhecimento da inteligência emocional (QE) não é o mesmo em implicar o mesmo na vida. Só porque você está ciente de fazer algo não significa que você está fazendo isso. Suas melhores intenções podem ser sequestradas por um estresse esmagador.

Mantenha-se emocionalmente consciente para gerenciar relacionamentos, superar o estresse e mudar permanentemente o comportamento de maneiras que lhe permitam permanecer forte sob pressão. Isso significa que simplesmente ler – como gerenciar a inteligência emocional não pode ajudá-lo a dominar o mesmo. Você precisa experimentar e colocar as habilidades em prática no estilo de vida diário.

Percorra as principais habilidades prescritas abaixo para promover a inteligência emocional e por que ela é de suma importância na vida humana.

Habilidade # 1: Reduza Rapidamente o Estresse no Momento para Foster sua Inteligência Emocional (EQ)

Altos níveis de estresse podem esmagar tanto a mente quanto o corpo e atrapalhar sua capacidade de “ler” a situação com precisão, ouvir o que a pessoa oposta está dizendo, estar consciente de seus próprios sentimentos e requisitos e interagir rapidamente. Diminuir o estresse no momento ajudará você a aumentar sua inteligência emocional (EQ).

Quando você é capaz de acalmar suas emoções e desestressar seu estilo de vida, ele permite que você se mantenha equilibrado, focado e leve uma vida controlada emocionalmente – não importa quantas coisas mudem completamente em torno do estresse.

Stress Busting: realizando bem no pico do momento

Implemente suas habilidades para acabar com o estresse trabalhando nas três etapas descritas:

  • Reconheça quando você está estressado: a primeira coisa a reduzir é perceber como é o estresse. O que os sentimentos do seu corpo quando a ansiedade lhe estressa? Seu estômago e músculos estão tensos ou doloridos? Você tem cãibras nas mãos? Você respira profundamente? Se você está ciente das respostas físicas ao estresse, isso o ajudará a controlar a tensão quando ela vier à sua maneira.
  • Identifique sua resposta ao estresse: respostas individuais podem ser vistas de maneira diferente em pessoas diferentes. Quando você demonstra raiva ou agitação, diz-se que responderá a atividades de alívio do estresse que o acalmarão. Se você ficar deprimido sob estresse, diz-se que você responde melhor ao estresse que alivia as atividades estimulantes. Quando você congela sob estresse, é obrigatório se submeter a atividades de alívio de estresse que forneçam conforto e estímulo.
  • Desdobre as dicas para aliviar o estresse que o ajudam: A maneira ideal de desestressar a vida rapidamente é absorvendo seus sentidos: como som, visão, olfato, paladar e tato. Entradas sensoriais geram diferentes respostas em diferentes indivíduos. Portanto, encontre coisas boas para se envolver e energizar para acalmar seus sentidos. Se você é uma pessoa visual, envolva-se com imagens pensadas para elevar os sentidos. Se você responder bem ao som, ouça música ou som de fonte de água para eliminar seu nível de estresse.

Habilidade # 2: Conquiste Estresse com Consciência Emocional para Aumentar a Inteligência Emocional (EQ)

A capacidade de conectar-se às suas próprias emoções, observando seus pensamentos e sentimentos a cada momento e como eles influenciam o mesmo é a chave para entender suas emoções e permanecer calmo e focado em situações estressantes com todos.

Muitas pessoas são separadas de suas emoções, especificamente fortes emoções principais como raiva, tristeza, carga e alegria. Isso pode evoluir a partir das experiências negativas que a infância trouxe e que envolvem o fechamento dos sentimentos. Embora não estejamos conscientes, esses sentimentos ainda permanecem, não somos capazes de entender os requisitos emocionais e interagir efetivamente com os outros seres. Conquistar o estresse com consciência emocional ajudará a aumentar sua inteligência emocional (EQ).

Que tipo de relacionamento você possui com suas emoções?

  • Você sente esse fluxo, confrontando uma emoção atrás da outra ao passar por mudanças drásticas de situação para situação?
  • Suas emoções são seguidas por comoções físicas que você experimenta em várias partes, como seu estômago ou peito?
  • Você experimenta pensamentos e emoções distintas, como raiva, tristeza, medo, felicidade, cada uma das quais é óbvia em impressões faciais tênues?
  • Você pode se deparar com sentimentos vigorosos que são difíceis de captar tanto a sua atenção como a dos outros?
  • Você paga observação às suas inclinações? Eles são importantes na tomada de decisões?

Se essas experiências prescritas são desconhecidas para você, suas emoções podem ser terminadas. Para ser emocionalmente saudável e intelectual, você deve se reunir com as emoções básicas, permitir-lhes e levar a vida em consolo.

Habilidade # 3: Comunicação não-verbal é uma habilidade essencial para impulsionar sua inteligência emocional (EQ)

Um bom comunicador não exige apenas habilidades verbais, mas deve ser capaz de gerenciar o estresse. A comunicação não-verbal é uma habilidade essencial para promover sua inteligência emocional (EQ). Em certas situações, o que você fala é pouco importante do que o modo como você projeta o mesmo, o modo como fala, envia vários gestos não-verbais, como fala com os semelhantes, a distância entre você e o ouvinte e acima de tudo o contato visual que você dá. A fim de obter o aviso de público e construir atenção e confiabilidade, você precisa conhecer e manter o controle dessa linguagem corporal familiar. Você deve adquirir o conhecimento de ler e responder aos gestos de outras pessoas.

Essas mensagens não verbais não param quando as pessoas estão em silêncio. Embora eles não falem, eles interagem não verbalmente. Introspecção sobre as dicas que você transfere também se o que você diz combina com o que você sente. Se você disser “estou bem”, enquanto estiver com dor de dente, seu corpo emitirá sinais claros de que você não está bem. Os sinais não-verbais podem gerar uma sensação de interesse, crença, felicidade e um interesse por conexão, ou então criar uma sensação de medo, angústia, descrença e diferente.

Dicas para desenvolver interação não verbal:

A interação não-verbal desejosa depende da sua capacidade de governar o estresse, perceber seus próprios sentimentos e interpretar os sinais que você envia e recebe. Ao interagir:

  • Concentre-se na pessoa oposta. Se você está sonhando acordado, ou imaginando sobre algumas outras coisas, você pode perder alguns sinais não-verbais específicos e outras sutilezas na comunicação.
  • Faça contato com os olhos. O contato visual é de suma importância na linguagem corporal, pois proporciona uma impressão positiva ou negativa nas pessoas e permite que as pessoas capturem a atenção da outra pessoa.
  • Fique atento aos sinais não verbais que você define e recebe, como expressão facial, tom de voz, gestos e posturas físicas, horário, toque e local de interação.

Habilidade # 4: Fique Humorístico e Aprenda a Viver com Desafios para Aumentar Sua Inteligência Emocional (EQ)

Os antídotos naturais, como o humor, o riso e o brincar, são conhecidos como uma cura para as dificuldades da vida; eles diminuem as complexidades da vida mantendo tudo em vista. Mantendo-se bem-humorado e aprendendo a conviver com desafios, você pode aumentar sua inteligência emocional (EQ). Um riso saudável elimina o estresse, aumenta o humor e acumula equilíbrio no sistema nervoso. Interação lúdica amplia sua inteligência emocional e ajuda você a:

  • Tome dificuldades no tranco. Permitindo que você observe os desequilíbrios emocionais, como frustrações e tristeza, de novo ângulo, riso e humor, para sobreviver a aborrecimentos, tempos difíceis e lapsos.
  • Suavizar as diferenças. Usando humor simples e suave, muitas vezes permite que você diga coisas que poderiam ser difíceis de se comunicar sem iniciar uma vibração.
  • Relaxe e rejuvenesça simultaneamente. A interação lúdica emite fadiga e acalma seu corpo, o que permite que você recupere e acumule mais.
  • Torne-se mais imaginativo. Quando você se solta das maneiras rígidas de pensar e se comportar, permite que você se torne imaginativo e veja as coisas de maneira criativa.

Como melhorar a comunicação lúdica:

Nunca é tarde demais para melhorar e entrincheirar o espaço humorístico dentro.

  • Defina um tempo de jogo regular e de qualidade, o que é engraçado. Quanto mais você ficar bem-humorado, mais fácil será.
  • Pratique ficar com pessoas que conhecem e apreciam brincadeiras lúdicas, como bebês pequenos, jovens, animais de estimação, etc.

Habilidade # 5: Resolva os Conflitos Positivamente para Melhorar Sua Inteligência Emocional (EQ)

Desentendimentos e confusões são frequentemente vistos em relacionamentos. Ao resolver os conflitos positivamente, você pode melhorar sua inteligência emocional (EQ). Não há dois indivíduos que possuam requisitos, opiniões e objetivos idênticos em todos os momentos. No entanto, não é uma situação pior para se preocupar. Perceber o conflito e resolver o mesmo, influencia os dois lados e torna a relação mais forte. Quando o conflito não é visto como punitivo ou temeroso, floresce criatividade, segurança e disposição imaginativa nos relacionamentos.

Gerenciar as divergências proveitosamente em um método positivo e de construção de confiança, acompanhado das quatro habilidades prescritas anteriores é uma ótima maneira de se tornar emocionalmente inteligente (EQ). Mantenha-se emocionalmente atento e saiba como vencer o estresse, bem como interagir de maneira não verbal. Você será bem blindado para lidar com as situações movidas pelo impacto negativo das emoções e modificar muitas coisas antes que elas cresçam mais. Abaixe-se e espalhe respostas e reações positivas para melhorar o estilo de vida dos jovens e dos outros em todas as partes do mundo.

Principais técnicas para eliminar conflitos em um processo de construção de confiança:

  • Olhe constantemente no presente e concentre-se nele. Quando você não se apega às situações antigas e ruins que já aconteceram, a capacidade de perceber a realidade de cada situação e torná-lo como a oportunidade especial para relaxar e resolver a nova oferta para manter novos sentimentos sobre divergências.
  • Escolha seus argumentos. Argumentos geralmente desperdiçam tempo e energia e ganhar o mesmo, por sua vez, permite que você perca uma pessoa na lista de amigos ou na lista de conhecidos. Perceba a necessidade e só tente argumentar.
  • Perdoar. Seus amigos e conhecidos podem falar duramente e doloroso no passado. Perdoe essa pessoa e seu comportamento para levar uma vida feliz. Desista de punir as pessoas que te prejudicam.
  • Acabar com conflitos que nunca são resolvidos. Não uma pessoa, mas deve haver duas pessoas para discutir. Você pode sair do conflito ou desengatar as situações.

Siga estas habilidades-chave para reunir bem os sentidos e ofereça um excelente equilíbrio entre a inteligência emocional (EQ) e a capacidade intelectual acadêmica.

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment