Como você pode saber se seu bebê está tendo problemas para respirar e o que fazer por ele?

Os bebês tendem a ter dificuldade para respirar quando não recebem oxigênio suficiente da respiração normal. Isto é referido como desconforto respiratório, especialmente entre os recém-nascidos. É imperativo que os pais saibam como saber se o filho está com dificuldade para respirar.

Ter conhecimento é extremamente útil na intervenção oportuna e tratamento do bebê. Alguns dos sinais que um bebê mostrará quando tiver dificuldade para respirar incluem:

Respiração rápida: um bebê com dificuldade para respirar terá mais dificuldade em absorver oxigênio. Isso fará com que eles respirem mais, aumentando assim sua taxa respiratória. A frequência respiratória é o número de respirações tomadas em um minuto. O alcance normal é entre 12 a 20 respirações por minuto. Se um bebê está com dificuldade para respirar, essa taxa será significativamente maior.

Taquicardia: A privação dos níveis de oxigênio no corpo fará com que o coração bombeie com mais força. Isso, por sua vez, aumenta a freqüência cardíaca do bebê.

Descoloração azulada: um bebê com dificuldade para respirar terá descoloração azulada ao redor da boca e dos lábios. A pele também parece estar pálida e com um tom acinzentado.

Grunhido Audível: Um som audível de grunhido é ouvido durante a respiração quando o bebê está com problemas respiratórios. O grunhido é o método do corpo de manter os pulmões expandidos para preencher mais oxigênio.

Queima de Narinas: Um bebê com dificuldades respiratórias terá a dilatação das narinas a cada respiração. Este é um sinal clássico de que o bebê está com problemas respiratórios.

Retrações no peito: Quando o bebê tem dificuldade para respirar, a cada respiração, o tórax e as costelas tendem a se mover para dentro do esterno para tentar obter mais oxigênio e regular a respiração.

Sudorese: Um bebê com dificuldades respiratórias exibirá suor aumentado mesmo que a temperatura da pele permaneça normal. Isso geralmente ocorre quando o corpo está se esforçando mais para preencher o ar nos pulmões e aumenta a taxa respiratória.

Sibilos audíveis: haverá também chiado audível em um bebê com dificuldade para respirar a cada respiração. Isso indica que as passagens de ar são pequenas e é por isso que o bebê está encontrando dificuldades para respirar.

Uso Acessório Muscular: Um bebê com dificuldades respiratórias fará uso de músculos acessórios como os músculos do pescoço para respirar. Assim, o pai será capaz de ver os músculos do pescoço se movendo com cada respiração que a criança toma.

Dificuldade em se manter alerta: Como resultado dos baixos níveis de oxigênio no corpo, o bebê parecerá fatigado e não parecerá brincar ou ser ativo, o que também é um sinal clássico de dificuldade respiratória ou dificuldade para respirar em um bebê.

O que fazer se seu bebê está tendo dificuldade para respirar?

Se o seu bebê apresentar algum dos sinais mencionados acima, é vital levar o bebê até a sala de emergência mais próxima para identificar a causa da dificuldade respiratória e do tratamento adequado. O tratamento imediato para dificuldade em respirar nos bebês é uma obrigação, pois um atraso pode causar complicações indesejadas e piorar o quadro para a criança, tanto em termos de doença quanto de qualidade de vida.

Leia também:

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment