Diabetes

O que é Glucotoxicidade, Conheça suas Causas, Sintomas, Tratamento

Quando os níveis de açúcar no sangue são incontrolavelmente altos, leva a uma condição chamada diabetes mellitus , que é primariamente um distúrbio pancreático.Quando os níveis de glicose permanecem elevados no sangue por muito tempo e permanecem em uma condição não tratada, isso leva a um distúrbio chamado glicotoxicidade. Aqui está uma análise detalhada da glicotoxicidade, com causas, patologia, sintomas e tratamento da glicotoxicidade.

A glicotoxicidade está essencialmente associada às células beta das ilhotas de Langerhans do pâncreas, que podem ser vistas como um dano estrutural e funcional. É comumente visto em condições como incessante tipo de hiperglicemia e diabetes mellitus subseqüente. No entanto, a glicotoxicidade é diferente do diabetes e pode assumir uma forma grave se não for tratada adequadamente.

Para uma análise detalhada da glicotoxicidade, é essencial entender as causas, sintomas e tratamento da glicotoxicidade.

Causas da toxicidade da glicose

Existem várias causas de glicotoxicidade, que estão relacionadas com níveis elevados de glicose no sangue e, por sua vez, resultam em glicotoxicidade.

Níveis elevados de glicose no sangue – A glicotoxicidade é devida a um efeito imediato após os níveis elevados de glicose no sangue. Esta é uma das causas mais comuns de glicotoxicidade. Isso leva a condições hiperglicêmicas, por exemplo, diabetes mellitus. Diferentes condições que não estão particularmente relacionadas com a diabetes mellitus demonstram uma condição opcional ou doença que possivelmente causa glicotoxicidade.

Inflamação – Outra causa importante de glicotoxicidade é infecção ou inflamação. Estas estão mais relacionadas às condições de células beta envolvendo altos níveis de glicose (açúcar) no sangue, levando à hiperglicemia.

Segundo estudos de pesquisa, as causas da glicotoxicidade podem estar relacionadas à metilação do DNA. Isto significa, a adição de um composto de metila para qualquer um dos filamentos do DNA, que está relacionado à resistência à insulina. Metilação do DNA, especificamente de dois compostos, a enzima PDXI e insulina resulta em tais alterações e é um achado evidente nas células pancreáticas daqueles com Diabetes Mellitus.

Outras causas de glucotoxicidade

Considerando o mecanismo de desenvolvimento da glicotoxicidade e das vias químicas, alguns dos outros fatores de influência e causas da glicotoxicidade incluem:

Redução da Ligação ao DNA – Redução da restrição de ligação ao DNA é uma das outras causas da condição de glicotoxicidade. No entanto, a boa notícia é que essa condição pode ser facilmente tratada com medicamentos como troglitazona, aminoguanidina, florizina ou N-acetilcisteína.

Perda de expressão gênica de insulina – Alterações em determinados genes podem resultar no aumento dos níveis de glicose no sangue, que é outra causa comum de glicotoxicidade.

Insulina e Fatores Parácrinos – A insulina produzida pelas células beta é uma causa dos fatores parácrinos presentes nas células dos ilhéus que podem modificar a liberação de glucagon das células α adjacentes. Estas alterações no nível celular são outras causas de glicotoxicidade.

Sinais e Sintomas de Glucotoxicidade

A glicotoxicidade é frequentemente confundida com diabetes mellitus, razão pela qual é essencial diferenciá-la. A glicotoxicidade tem um prognóstico ruim, mas pode ser identificada com base em certos sinais e sintomas. Os sintomas da glicotoxicidade podem ser graves e podem necessitar de tratamento médico imediato na maioria dos casos.

Alguns dos sintomas comuns da glicotoxicidade incluem:

  • Sede imensa
  • Micção recorrente
  • Letargia
  • Mialgia
  • Dores de cabeça
  • Boca seca
  • Erros de refração
  • Confusão

Tratamento de Glucotoxicidade

O tratamento da glicotoxicidade depende principalmente das causas, condições existentes, como diabetes e a gravidade dos sintomas.

A glicotoxicidade é tratada de maneira semelhante à diabetes mellitus. O objetivo essencial em um paciente de glicotoxicidade é diminuir os níveis de glicose no sangue. Isto pode ser conseguido controlando o regime alimentar com baixo teor de açúcar.

O tratamento da glicotoxicidade inclui medicamentos, conforme apropriado, além do regime alimentar rigoroso. O exercício regular com ingestão satisfatória de água é uma maneira provável de lidar com a glicotoxicidade. Secretagogos de insulina e metformina podem ajudar a diminuir os níveis de glicose. Os indivíduos com glicotoxicidade grave devem considerar as infusões de insulina como uma opção de tratamento permanente.

Conclusão

Após uma análise detalhada da glicotoxicidade, é claro que é um complemento do diabetes mellitus. Glucotoxicidade é um defeito das células beta das ilhotas de Langerhans, que pode levar a mudanças debilitantes no corpo. É causada por razões semelhantes, mas tem maiores impactos negativos sobre o corpo em comparação com o diabetes. É uma doença com um mau prognóstico, mas pode ser identificada com base em vários sinais e sintomas habituais. No entanto, pode parecer grave, o tratamento da glicotoxicidade está disponível, se fornecido o mais rapidamente possível.

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment