O que torna um diabético propenso a doenças do pé? Sinais, Sintomas, Cuidados e Prognóstico da Doença do Pé em Diabéticos

Bom cuidado dos pés é essencial se você está sofrendo de diabetes. Danos nos nervos, problemas de circulação, infecções e outros problemas graves nos pés, são as complicações que aparecem se você ignorar seus pés, sendo um diabético.

Diabetes a longo prazo e níveis elevados de açúcar no sangue levam a uma condição conhecida como neuropatia diabética, que leva a danos nos pés devido à perda de circulação para os nervos das extremidades.

Altos níveis de glicose no sangue enfraquecem os nervos do corpo e também entopem as artérias e criam problemas vasculares. Isso resulta em diminuição do suprimento de sangue para os pés. Como resultado da má circulação e danos nos nervos, é muito comum que uma pessoa com diabetes perceba dormência nos pés. O problema é detectado apenas quando examinado.

Algumas das complicações comuns do pé diabético são:

Úlceras do pé: Abrir feridas no pé.

Charcot Foot: É a deformação do pé

Martelo: Devido à fraqueza muscular, os dedos dos pés se curvam

Tinha do pé ou pé de atleta: é uma infecção fúngica da pele dos pés

Pele Seca: A neuropatia faz com que a pele seque, levando à formação de calos nas partes que suportam o peso dos pés.

Amputação: A gangrena, se desenvolvida, pode precisar de uma amputação ou remoção da área afetada.

Devido à perda de circulação nas extremidades, o processo de cicatrização da lesão ou inflamação é muito lento. Pode demorar o dobro do tempo que uma recuperação normal.

Sinais e Sintomas do Problema do Pé no Diabetes

Por causa da perda de sensibilidade e diminuição do suprimento de sangue para os pés, as úlceras podem se desenvolver. O suprimento insuficiente de oxigênio leva ao desenvolvimento de gangrena, que é uma condição com risco de vida. Outras questões graves relacionadas ao diabetes são celulite (infecção de tecidos sob a pele), sepse (disseminação da infecção para a corrente sanguínea), osteomielite (infecção do osso).

Reconhecer os primeiros sinais e sintomas dos problemas nos pés é muito importante para evitar mais complicações. Os sintomas são os seguintes:

  • Perda de sensibilidade ao toque, coisas frias e calor
  • Sensação de queimação nos pés
  • Dor e formigamento nos pés
  • Mudança de cor ou forma dos pés
  • Perda de cabelo nas pernas, pés e dedos dos pés
  • Descoloração amarelada das unhas dos pés
  • Infecção fúngica da pele dos pés
  • Espessamento das unhas dos pés
  • O aparecimento de manchas vermelhas, calos, unhas encravadas e bolhas
  • Ignorar os sintomas acima pode fazer com que o paciente apresente complicações muito sérias.

Como cuidar de seus pés se você é um diabético?

A melhor coisa que o paciente pode fazer para proteger os pés é manter o diabetes sob controle. Isso pode evitar danos nos nervos.

O cuidado dos pés também envolve a proteção dos pés contra danos ou ferimentos, e isso pode ser feito reduzindo-se a andar descalço, usando calçados apropriados e seguindo um regime diário de cuidados com os pés.

Poucos hábitos de cuidados com os pés que você pode adotar são:

Lave seus pés: Mantenha os pés limpos, lavando-os com água morna e sabão neutro. Sempre verifique a temperatura da água com o dedo, pois o paciente que sofre de neuropatia pode não ser capaz de sentir a temperatura da água com os pés.

Mantenha os pés secos e mantenha a pele entre os dedos. A infecção tende a se acumular facilmente nas áreas úmidas da pele.

Inspecione seus pés: Sempre inspecione seus pés em busca de ferimentos, erupções ou feridas. Entre em contato com um médico se algum corte, bolha ou vermelhidão for descoberto.

Hidrate seus pés diariamente: Mantenha afastado o ressecamento da pele, hidratando os pés com uma loção ou óleo.

Toenail Care: Apare sua unha depois de lavar os pés como eles são macios. Unha aparada corretamente ajuda na prevenção de úlceras e feridas nos pés.

Calçados Bem Equipados: O uso de calçados confortáveis ​​é muito importante, pois ajuda na prevenção de várias outras doenças do pé. Sapatos devem ser confortáveis, proporcionando bom espaço para os dedos dos pés.

Evite usar sapatos feitos de plástico ou outro material. Sempre use couro, lona ou camurça.

Use meias limpas e secas e escolha um material à base de algodão para elas.

Fluxo sanguíneo: Você pode melhorar o fluxo sanguíneo para os pés, mexendo os dedos dos pés e tornozelos por cinco minutos, duas ou três vezes por dia.

Prognóstico de problemas relacionados com o diabetes

O paciente deve entender que a melhor maneira de evitar os problemas nos pés causados ​​pelo diabetes é monitorar diariamente os pés e o problema.

A gangrena, se desenvolvida, ameaça a vida e pode haver necessidade de amputação da área afetada. Outros problemas são menos graves, mas causam desconforto e redução da atividade.

É sempre aconselhável consultar um médico se o problema está começando a se desenvolver.

Leia também:

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment