Alfa Talassemia é grave?

Talassemia é um grupo de condições hereditárias do sangue que é marcado pela produção reduzida de hemoglobina e glóbulos vermelhos no sangue. Nessa condição, os pacientes não podem produzir nem mesmo pouca hemoglobina no corpo para transportar oxigênio dos pulmões para diferentes partes do corpo. Isso os torna anêmicos. Existem dois tipos de talassemia: uma alfa e outra beta-talassemia baseada na afeição do tipo de parte globina da hemoglobina. A talassemia alfa não é tão grave como a beta-talassemia.

Alfa Talassemia é grave?

A talassemia alfa é um tipo de talassemia que é caracterizada pela deleção de genes que codificam a parte da hemoglobina da globina alfa. Pode representar sintomas leves ou graves. A alfa-talassemia major é um tipo mais grave e potencialmente fatal de talassemia alfa, entre outros tipos de talassemia alfa.

Existem dois tipos de talassemia, alfa ou beta de acordo com o tipo de afecção da cadeia de globina no corpo. A talassemia alfa é uma forma menos grave de talassemia que a beta-talassemia.

Alfa Talassemia

Neste tipo de talassemia, quatro genes defeituosos são herdados dos pais, dois da mãe e outros dois do pai. Afeta principalmente pessoas pertencentes ao sudeste asiático, chinês, indiano ou filipino. Ele tem uma mutação no 16º cromossomo, pois os genes alfa responsáveis ​​pela produção da hemoglobina são excluídos, mutados ou ausentes. Esta doença também é chamada de doença da hemoglobina H devido à falta de genes.

As chances de desenvolver a talassemia dependem de quantos genes defeituosos são passados ​​para as crianças.

  • Se um gene é passado, então os filhos nascidos são portadores da doença, mas eles não terão nenhum sinal ou sintomas da doença. Esta condição é chamada de portador de talassemia alfa silenciosa.
  • Se dois genes forem passados ​​para as crianças, eles apresentarão sintomas leves. Esta condição é chamada de alfa-talassemia menor ou característica.
  • Se três genes forem passados ​​para as crianças, eles representarão sintomas moderados a graves da doença. Esta condição é chamada de doença da hemoglobina H.
  • Se todos os quatro genes forem passados, a criança terá sintomas graves e não sobreviverá por muito tempo. Esta condição é chamada alfa talassemia major.

Existem dois tipos principais de talassemia alfa –

Alfa Talassemia Menor. Nesta condição, dois genes alfa estão ausentes ou excluídos. Essa condição também é chamada de traço de talassemia alfa, pois o paciente carrega apenas os genes defeituosos. Eles têm poucos sintomas leves da doença. Os glóbulos vermelhos formados no corpo são menores em tamanho do que o normal e representam uma anemia leve.

Alfa Talassemia Maior. Essa condição também é chamada de hidropsia fetal. Este é um tipo mais grave de talassemia alfa que pode causar consequências fatais e morte. Ela se desenvolve em bebês que podem causar morte prematura ou morte logo após o parto. Se for diagnosticado no período pré-natal, então o tratamento precoce pode salvar a vida do bebê e ele pode sobreviver por muito tempo.

Os sintomas da alfa-talassemia são

  • Descoloração amarela na pele
  • Fadiga extrema e fraqueza
  • Falta de ar
  • Problemas de alimentação
  • Irritabilidade
  • Crescimento lento
  • Deformidades faciais
  • Inchaço no abdome
  • Urina escura.

A talassemia é uma doença genética do sangue que perturba os níveis de glóbulos vermelhos e hemoglobina no corpo. Isso leva a baixa produção de glóbulos vermelhos ou hemoglobina no sangue superior ao normal. Isso resulta em anemia no corpo. Esta doença é herdada do transportador ou dos pais falecidos. Um paciente com talassemia tem dois ou mais genes defeituosos. O portador da talassemia também é conhecido como talassemia ou talassemia menor que não tem impacto direto na saúde. Se ambos os pais forem portadores da talassemia, existe a possibilidade de que a criança nascida tenha talassemia grave.

Leia também:

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment