Aorta

Quão séria é a calcificação da aorta?

A calcificação da aorta ocorre quando a válvula aórtica fica bloqueada devido à deposição de cálcio. Esta condição pode ser tão clara quanto a deposição gradual reduz a abertura da válvula no coração, o que pode limitar o fluxo adequado de sangue através da válvula da aorta. Tal condição é chamada de estenose da válvula aórtica que bloqueia a circulação do sangue por todo o corpo.

A calcificação da aorta geralmente ocorre entre os idosos. Ainda, pode ser visto para ocorrer entre indivíduos mais jovens também. Alguns dos fatores etiológicos incluem:

Ruptura da Osteocalcina: Em um ser humano normal, uma proteína chamada Osteocalcina é essencialmente responsável por transportar o cálcio para dentro e para fora do coração do paciente, no corpo. Em um paciente com calcificação aórtica, a função desta osteocalcina é de alguma forma interrompida, o que eventualmente leva à deposição de cálcio na válvula aórtica do coração.

Congênita: Às vezes, a calcificação aórtica pode ser congênita comumente ocorrendo devido a alguma forma de defeitos congênitos.

Colesterol e PA Alta: O colesterol e a pressão arterial elevados podem levar à deposição de placa e cálcio na válvula da aorta, levando à calcificação.

Quais são as complicações da calcificação da aorta?

A calcificação da aorta pode ter sérias complicações relacionadas a ela. O paciente deve estar ciente dos seguintes problemas

  • A primeira complicação da calcificação aórtica é o risco de estenose da valva aórtica. Ele bloqueia a válvula devido à deposição de cálcio, afetando assim o fluxo de sangue por todo o corpo.
  • Devido ao estreitamento e bloqueio da válvula aórtica, um paciente pode tornar-se propenso a insuficiência cardíaca devido a fluxo sanguíneo inadequado.
  • O risco de coágulos sanguíneos aumenta com a calcificação da aorta, pois o sangue não pode passar facilmente pelas válvulas.
  • O paciente se torna uma presa fácil de acidente vascular cerebral porque o fluxo de sangue por todo o corpo não é uniforme.
  • Sangramento interno pode causar devido à deposição de cálcio na válvula aórtica.
  • O coração do paciente pode passar por anormalidades de ritmo causadas por circulação sanguínea imprópria.
  • O paciente pode se tornar propenso a várias doenças que têm efeitos adversos no coração, como a endocardite.
  • Por último, deve ser lembrado que a má circulação sanguínea é uma condição fatal que pode levar à morte súbita.

Como gerenciar a condição de calcificação da aorta?

Existem duas maneiras principais de gerenciar e tratar o problema da calcificação aórtica. Eles incluem-

Mudanças na dieta – É importante trazer algumas mudanças na ingestão diária de alimentos. Uma dieta balanceada envolvendo frutas e vegetais reduz o risco de calcificação da aorta. Frutas e legumes limpam os sistemas corporais do paciente, reduzindo assim a deposição de peste nos vasos sanguíneos. O paciente deve ingerir alimentos, que sabidamente têm pouca gordura saturada e colesterol, a fim de reduzir os riscos de calcificação. Fumar e consumir álcool deve ser particularmente reduzido.

Mudanças de estilo de vida – mudanças de estilo de vida são igualmente importantes junto com mudanças na dieta. O paciente deve se exercitar regularmente para se manter ativo. A intensidade moderada do exercício é recomendada para reduzir e gerenciar o risco de calcificação da aorta. Qualquer forma de exercício como corrida , caminhada rápida , aeróbica pode funcionar. Mesmo jogando um esporte é contado como uma forma de exercício. É importante verificar com o médico antes de iniciar qualquer exercício.

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment