Dor Nas Costas

Lipomatose Epidural: Causas, Sintomas, Tratamento, Diagnóstico

A Lipomatose Epidural é uma condição patológica da coluna na qual há crescimento excessivo de tecido gorduroso na e ao redor da coluna. Esta condição surge devido a níveis anormais de gordura que se espalham por uma área ampla, especialmente na coluna vertebral. Esta distribuição de gordura não está em um padrão específico, mas é distribuída de forma desigual. Estes tecidos gordurosos às vezes até invadem os tecidos musculares também.

Acredita-se que a principal causa da Lipomatose Epidural seja o uso excessivo de esteróides, resultando em níveis anormais de esteróides no organismo. Isso resulta em compressão da medula espinhal causando uma variedade de sintomas neurológicos, incluindo dor, dormência e formigamento. O uso excessivo de esteróides resultando em Lipomatose Epidural pode ser devido a alguma condição médica que requer uso excessivo de esteróides.

Níveis anormais de esteróides também podem ser produzidos dentro do próprio corpo devido a alguma condição de saúde. Existem também alguns casos em que os esteróides não são responsáveis ​​pelo desenvolvimento da Lipomatose Epidural. Estes são chamados de lipomatose epidural idiopática. A população idosa tem maior probabilidade de sofrer de lipomatose epidural. Esta condição pode ser tratada tanto de forma conservadora quanto cirúrgica, dependendo da gravidade da condição e do grau de estenose causada pela lipomatose epidural.

O que causa a lipomatose epidural?

O que exatamente causa a lipomatose epidural ainda não é conhecido, embora a lipomatose epidural esteja associada ao seguinte:

  • O uso crônico de esteróides, que pode ser devido a várias condições médicas, é um dos principais contribuintes para o desenvolvimento da Lipomatose Epidural.
  • A Lipomatose Epidural também pode ser causada devido ao aumento da produção de hormônios causando desequilíbrios hormonais. Isso é visto principalmente em condições médicas, como doença de Cushing, obesidade e distúrbios da tireóide causando lipomatose epidural.

Quais são os sintomas da lipomatose epidural?

Como afirmado, indivíduos com Lipomatose Epidural apresentam deposição excessiva de gordura no espaço epidural, que é a camada mais externa da coluna, resultando na compressão da medula espinhal. A área mais comum em que ocorre a lipomatose epidural é a coluna torácica e a coluna lombar. Essa compressão da coluna causa sintomas de natureza neurológica e incluem:

  • Dor no meio e parte inferior das costas
  • Dormência nas extremidades inferiores
  • Fraqueza das extremidades inferiores
  • Sensação de formigueiro nas extremidades inferiores
  • Reflexos anormais
  • Danos à medula espinhal
  • Incontinência urinária ou intestinal em alguns casos.

Como a lipomatose epidural é diagnosticada?

A fim de diagnosticar a Lipomatose Epidural, o médico assistente começará com uma história detalhada do paciente sobre quando os sintomas começaram e sobre qualquer história de uso crônico de esteróides. Após o término da anamnese, um exame físico completo é realizado para procurar áreas de dormência e formigamento e também sinais de reflexos alterados.

No caso de suspeita de lipomatose epidural, novas investigações na forma de estudos radiológicos da coluna vertebral na forma de radiografias, tomografia computadorizada e ressonância magnética podem ser feitas. A mielografia também pode ser feita para ver se há algum tipo de compressão da coluna causada pelos depósitos de gordura.

Uma vez que os depósitos de gordura são vistos nos estudos radiológicos, então uma biópsia tecidual do tecido adiposo é feita onde um tecido do depósito de gordura é retirado e enviado para análise. Os resultados de todos esses estudos confirmam o diagnóstico de Lipomatose Epidural.

Como a lipomatose epidural é tratada?

Como afirmado, a Lipomatose Epidural pode ser tratada tanto de maneira conservadora quanto cirúrgica. Abordagens conservadoras para tratar a Lipomatose Epidural podem incluir o uso de medicamentos que diminuem os níveis de esteróides no corpo, reduzindo assim o acúmulo de gordura ao redor do espaço epidural da coluna vertebral. No entanto, antes de ir para esta abordagem, é importante determinar a causa do uso de esteróides, ou seja, a condição subjacente para a qual o esteróide foi dado em primeiro lugar.

Se a obesidade é a causa da Lipomatose Epidural, a perda de peso de forma saudável é a melhor abordagem de tratamento para o tratamento da Lipomatose Epidural. Se houver níveis anormais de esteróides produzidos no corpo, encontrar a causa dessa superprodução e tratá-la é a melhor maneira de tratar a Lipomatose Epidural.

Se abordagens conservadoras falharem em fornecer qualquer alívio dos sintomas de lipomatose epidural, as opções cirúrgicas incluem um procedimento cirúrgico chamado laminectomia descompressiva. Este procedimento ajuda a aliviar a pressão colocada na medula espinhal pelo tecido adiposo devido à lipomatose epidural e, portanto, aliviando os sintomas. Esta cirurgia é principalmente feita em pacientes que não têm uma causa conhecida para a lipomatose epidural e têm sintomas graves devido a esta condição.

Após o procedimento, o paciente terá que passar por uma fisioterapia extensa para melhorar a força e a flexibilidade da coluna e reduzir a dor e o desconforto. O paciente terá que se abster de qualquer trabalho pesado ou atividade extenuante até que a ferida cicatrize e o paciente ganhe força suficiente da coluna. Recomenda-se sempre o acompanhamento diligente de pós-operatório e exames regulares para detectar qualquer sinal de recorrência de lipomatose epidural.

Qual é o prognóstico da lipomatose epidural

O prognóstico da Lipomatose Epidural depende de vários fatores e inclui

  • A causa subjacente da condição
  • A gravidade dos sintomas e a extensão dos danos na medula espinhal
  • Saúde geral do paciente e a resposta do paciente ao tratamento

A Lipomatose Epidural é uma condição que pode ser tratada tanto por abordagens conservadoras quanto cirúrgicas, dependendo da causa da condição e da gravidade dos sintomas. Com acompanhamento e acompanhamento cuidadoso, um pós-tratamento individual pode ser tratado com sucesso a partir de Lipomatose Epidural.

 

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment