Coração

3 melhores exercícios para insuficiência cardíaca congestiva

Insuficiência cardíaca refere-se a uma situação em que o coração funciona de forma anormal e não consegue bombear o sangue necessário para o corpo. Devido à falta de fluxo de sangue e oxigênio para vários tecidos e órgãos, a realização de diferentes atividades rotineiras torna-se difícil. No entanto, com mudanças simples de estilo de vida, é possível transformar a condição grave de insuficiência cardíaca em uma história de sucesso.

Antes de iniciar a participação na atividade física para insuficiência cardíaca congestiva, é crucial considerar ou falar com o especialista. É porque o desempenho do corpo ou a condição que você está vivenciando é diferente daquele da outra pessoa. Nesses casos, o cronograma de exercícios que você seguirá pode não ser adequado para outros pacientes. Portanto, consultar o médico antes do planejamento é crucial.

3 melhores exercícios para insuficiência cardíaca congestiva

Exercícios aeróbicos: De acordo com a associação americana do coração, exercícios aeróbicos fornecem a passagem mais segura para uma pessoa que sofre de insuficiência cardíaca congestiva para recuperar com facilidade. As atividades aeróbicas incluem a participação em caminhadas ou ciclismo em uma esteira ou ciclo estacionário. A participação ativa garantirá que você esteja no processo de aumentar a eficiência do coração e oferecer a força necessária que os músculos do coração necessitam durante a operação. Por causa dessa ação, o coração tende a bombear o sangue necessário com o valor ideal e transportar o sangue e o oxigênio necessários para os tecidos e órgãos. Isso permitirá que eles funcionem adequadamente.

Exercícios de Treinamento de Força: Além de atividades aeróbicas, participar de exercícios de treinamento de força é igualmente essencial para pacientes com insuficiência cardíaca congestiva. O treinamento de força dá o acesso que o corpo requer na construção do desenvolvimento muscular, que por sua vez nutre o crescimento dos tecidos. Este desenvolvimento é crítico, pois ajuda a melhorar a ingestão de oxigênio, melhorando assim o padrão de respiração. Seguir as instruções fornecidas pelo treinador é vital. Optar por um treinamento leve é ​​essencial e seguir as técnicas será útil na prevenção de lesões ou estresse no coração durante o ato. Você também deve parar de realizar o exercício quando sentir tonturas , sentir falta de arsúbita e dor no peito. Falar com o treinador ou chegar ao médico é preferível em tal situação.

Yoga e Meditação: Yoga e meditação é uma atividade significativa para melhorar a qualidade de vida após a operação de insuficiência cardíaca congestiva. Essas duas atividades garantem que o corpo esteja aliviando o estresse e melhorando o fluxo de sangue e oxigênio para diferentes cantos com facilidade. Como você estará focando cada parte durante o período, você está controlando toda a atividade através da mente. Você é obrigado a sentir o aumento da qualidade de vida com facilidade e observar as mudanças no corpo. Você pode consultar um especialista nesta área que fornecerá informações adicionais relacionadas ao mesmo e ajudará no planejamento da atividade de acordo com o requisito.

Recomendações

Embora o programa requeira a assistência do médico e da equipe do centro de reabilitação, seguir as diretrizes gerais de exercícios também ajuda a melhorar a saúde geral. Participar ativamente por cerca de 30 minutos por dia é crucial para que um paciente com insuficiência cardíaca desenvolva o cenário. Além disso, é vital aquecer antes de participar de uma atividade física e resfriar lentamente para reduzir o estresse no coração.

Riscos

É evidente que os pacientes que sofrem de doenças do coração ou insuficiência cardíaca congestiva são susceptíveis de sofrer de parada cardíaca quando participam de um regime de exercícios rigorosos. Portanto, é crucial seguir as instruções para melhorar a condição, mas não se deteriorar.

Leia também:

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment