Por que o dantroleno é usado na hipertermia maligna?

Dantrolene é usado em pacientes com hipertermia maligna porque ajuda a controlar a condição e restaura a normalidade dos sinais vitais. Para ser mais específico, inibe a liberação adicional de cálcio, reduz o metabolismo e até diminui a alta temperatura. Um paciente que tenha tido uma resposta reativa negativa aos anestésicos precisa estar sob cuidados constantes até que a medicação tenha entrado em vigor. Caso o paciente não responda à primeira dose de Dantrolene após um episódio de hipertermia maligna, outra dose deve ser administrada após alguns minutos. Isso deve ser repetido até que o paciente se estabilize e seja seguido por uma prescrição do mesmo medicamento por cerca de uma semana.

A hipertermia maligna geralmente é tratada com o uso de Dantrolene, que é um relaxante muscular. A condição, hipertermia maligna, surge quando um indivíduo tem uma resposta reativa negativa aos anestésicos ou à succinilcolina. Os pacientes que são suscetíveis à hipertermia maligna geralmente apresentam sintomas graves que incluem febre alta, alta taxa de metabolismo, rigidez muscular, quebra de fibras musculares e homeostase de cálcio nos músculos esqueléticos. É uma condição genética rara que afeta cerca de 1: 5000 ou 1: 50.000-10.000 indivíduos. Devido à sua raridade e à gravidade na qual os sintomas são sentidos por um paciente, a hipertermia maligna é considerada uma condição com risco de vida. No entanto, a expectativa de vida dos pacientes que são suscetíveis à hipertermia maligna vem melhorando, graças a medicamentos como o Dantrolene.

O desenvolvimento da hipertermia maligna

Um paciente desenvolverá hipertermia maligna, se e somente se, eles forem expostos a anestésicos ou relaxantes musculares de succinilcolina que desencadeiem a condição. O problema subjacente é geralmente um receptor anormal de rianodina no músculo esquelético, que controla o acúmulo de cálcio. Como o receptor é incapaz de funcionar adequadamente, os níveis de cálcio começam a subir, o que resulta em um aumento da taxa metabólica. Sucessivamente, os níveis de dióxido de carbono e ácido começam a aumentar, o paciente experimenta aumento da taxa de batimentos cardíacos e temperaturas, bem como outras complicações que colocam em risco a vida do paciente. Devido à rápida sucessão de complicações devido à resposta reativa aos anestésicos, a condição precisa ser controlada com antecedência suficiente para que o tratamento seja bem-sucedido.

O que você precisa saber sobre a Dantrolene e como ela funciona?

Dantrolene é um tipo de relaxador muscular pós-sináptico usado no tratamento de espasmos musculares e rigidez. Um dos principais sintomas da hipertermia maligna é a rigidez muscular; Portanto, a medicação é suficiente para relaxar os músculos. Os médicos oferecem o Dantrolene por via intravenosa ou através de uma injeção ou como um medicamento depois que um paciente passou pela fase de crise e os sinais vitais se estabilizaram.

Uma vez que um paciente tenha tido um episódio de hipertermia maligna, é crucial que o Dantrolene seja administrado imediatamente, sem demora. Depois disso, dependendo de como o paciente responde à primeira dose de Dantrolene, outra dose pode ser administrada, melhorando assim sua condição. O processo é repetido até que o paciente esteja estável e os sinais vitais estejam em uma faixa normal. Acredita-se também que reduza a liberação de cálcio nos músculos esqueléticos. Como resultado, as respostas concomitantes à reação sobre os anestésicos começam a diminuir até que o paciente recupere o estado normal em termos de temperatura, metabolismo, frequência cardíaca e níveis de acidez, para citar alguns. Em outras palavras, Dantrolene funciona inibindo a liberação de cálcio, cessando assim a contração muscular que resultou do início da condição. Além disso, o Dantrolene também reduz a alta temperatura.

Cuidado a ser tomado com Dantrolene

Dantrolene é alcalino, portanto, causa irritação na pele. Portanto, é importante que se tenha cautela suficiente para que a droga não se infiltre no tecido vizinho que possa ser afetado pela droga. Se um paciente tiver uma complicação hepática ativa, o medicamento não deve ser administrado de modo a evitar qualquer dano hepático que possa ser muito fatal. É importante que você siga a prescrição do médico, após a crise de hipertermia maligna ter passado, quando estiver em casa e não se exagere. Além disso, o Dantrolene não deve ser tomado quando se precisa de tonificação muscular para um equilíbrio seguro e movimento durante as atividades. Isso ocorre porque pode levar à fraqueza muscular, especialmente em pacientes com condições musculares pré-existentes. Independentemente disso, a medicação não interfere na reversão dos relaxantes musculares.

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment