Qual é o tempo de recuperação da cirurgia valvar mínima invasiva?

Cirurgia de válvula cardíaca é útil para um indivíduo que sofre de doenças valvulares. A cirurgia envolve reparo ou substituição da válvula, o que ajuda a trazer de volta a normalidade para a funcionalidade do coração. Um cirurgião escolhe entre uma cirurgia de coração aberto ou uma cirurgia minimamente invasiva, dependendo da gravidade da condição, da idade do paciente, do sexo, de qualquer tratamento em tratamento e da saúde geral.

O período de recuperação de uma doença valvar cardíaca é entre quatro e oito semanas. Em caso de cirurgia minimamente invasiva, o período de recuperação é curto e o paciente permanece no hospital por alguns dias.

Ação Imediata Após Cirurgia

Cirurgiões e cuidadores incentivam os pacientes a praticarem o autocuidado básico, como levantar-se da cama, respirar profundamente, caminhar , voltar a comer e beber. A prática é útil para acelerar o processo de recuperação e ajuda o paciente a melhorar a condição do coração. As práticas garantem um aumento no fluxo do sangue e desenvolvem a sensação de melhora.

Dias e Semanas Depois da Cirurgia

Durante essa fase, um paciente pode esperar recuperar energia e ter a capacidade de retornar para realizar atividades de rotina. Durante esse período, o cuidador estimula o paciente a realizar todas as ações sozinho. Inclui levantar-se da cama, caminhar até a cadeira da cama nas proximidades, realizar exercícios que aliviam os músculos da panturrilha, retomar a caminhada nos corredores e aumentar a distância da caminhada.

Acompanhamento

O acompanhamento requer que o paciente visite o cirurgião para melhorar o pós-operatório. A visita é vital para o paciente, e os exames regulares feitos depois disso são essenciais para melhorar a saúde geral. O especialista em coração fornecerá informações relacionadas aos sintomas que exigem atenção médica imediata ou reexame. Os pacientes também podem conversar com o especialista sobre as preocupações e fazer perguntas relacionadas à situação. Eles também podem ligar para os provedores se sentirem uma mudança na saúde geral ou perceberem sintomas incomuns.

Dieta e Exercício para Recuperação

Dieta e exercício físico são cruciais para a recuperação de um paciente que foi submetido à cirurgia da válvula cardíaca. Eles também fornecem continuidade na manutenção da boa saúde. Em muitos casos, o cirurgião se refere a um nutricionista e um fisioterapeuta que fornecerá as informações necessárias relacionadas à dieta e aos exercícios.

A preparação da dieta depende da melhora apresentada pelo paciente. Caso o nutricionista não forneça nenhum cardápio especial, é necessário optar por uma nutrição saudável e uma dieta balanceada que ajude a acelerar o processo de recuperação. Durante a recuperação e depois disso, é crucial que o paciente consuma uma variedade de vegetais, frutas, carne magra, laticínios com baixo teor de gordura e grãos integrais. Limitar alimentos que são ricos em açúcar, gorduras saturadas, sódio e sal é aconselhável. Em geral, uma dieta que consiste em baixo teor de gordura, alto teor de fibras e baixo teor de colesterol é adequada para a recuperação da cirurgia da válvula cardíaca.

A inclusão de exercícios também ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo, além de controlar o estresse e o peso. O controle de peso ajuda a reduzir a carga excessiva que o coração sofre para bombear o sangue necessário para todo o corpo. O aumento de peso reduz o processo de recuperação.

Cuidar do pós-operatório envolve o paciente a observar o que come e a quantidade que consome. A inclusão de atividades físicas e seguir uma dieta programada é crucial para a rápida recuperação.

Embora a recuperação seja menor para cirurgias minimamente invasivas, o seguimento pós-operatório, como dieta e exercícios, permanece o mesmo. Eles garantem que o paciente permaneça em boa saúde e não desenvolva complicações no futuro.

Leia também:

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment