Insuficiência Ventilatória Aguda: Causas, Sintomas, Tratamento

Falha Ventilatória Aguda refere-se à incapacidade do sistema respiratório de funcionar normalmente e ser capaz de bombear oxigênio para o sangue e eliminar o dióxido de carbono do corpo. Essa incapacidade resulta em níveis baixos de oxigênio que afetam inadvertidamente o funcionamento de outros órgãos vitais do corpo. Isso também resulta em um aumento dramático nos níveis de dióxido de carbono no corpo, que novamente é prejudicial e causa danos a vários órgãos do corpo.

Falha Ventilatória Aguda é determinada como sendo uma insuficiência respiratória do tipo 2. Também resulta no desenvolvimento de acidose respiratória em que o excesso de dióxido de carbono no corpo faz com que o nível de pH do sangue e outros fluidos no corpo aumentem significativamente.

A acidose respiratória em combinação com os níveis aumentados de dióxido de carbono no corpo dá origem a arritmias miocárdicas e coloca uma tensão significativa nos músculos respiratórios já comprometidos complicando ainda mais a condição e deteriorando drasticamente o estado geral do paciente.

Quais são as causas da falha ventilatória aguda?

A insuficiência ventilatória aguda pode ser causada devido a uma variedade de condições de doença pulmonar obstrutiva crônica ou DPOC . Complicações decorrentes de VOPD suboptimalmente tratadas podem causar Insuficiência Ventilatória Aguda. Outras doenças intercorrentes, como infecções, pneumotórax ou tromboembolismo, também exercem pressão sobre os músculos respiratórios, causando Insuficiência Ventilatória Aguda.

A obesidade também desempenha um papel fundamental no desenvolvimento da Insuficiência Ventilatória Aguda em pessoas, especialmente nos Estados Unidos, onde tomou a forma de uma epidemia. A obesidade provoca apneia do sono que resulta em hipoventilação e, por fim, causa insuficiência ventilatória aguda.

Quais são os sintomas da falha ventilatória aguda?

Dificuldade em respirar é o primeiro sinal de Insuficiência Ventilatória Aguda. Isto é seguido por descoloração azulada ao redor da área do lábio e da boca e das unhas. Algumas das manifestações neurológicas da Insuficiência Ventilatória Aguda são sonolência, tremores , convulsões e, finalmente, coma. Haverá também perda muscular, fasciculação e fraqueza.

Como é tratada a falha ventilatória aguda?

A pedra angular do tratamento da Insuficiência Ventilatória Aguda é fornecer oxigênio suficiente ao corpo, de modo que todos os órgãos funcionem normalmente. No entanto, a concentração de oxigênio, como será administrada e a duração da terapia devem ser claramente calculadas antes de iniciar essa forma de tratamento. A oxigenoterapia descontrolada pode levar a depressão respiratória, aumento adicional dos níveis de dióxido de carbono e acidose respiratória.

Medicamentos são geralmente administrados para tratar a causa subjacente da Insuficiência Ventilatória Aguda. Para pessoas com DPOC, os broncodilatadores são administrados para aliviar os sintomas e melhorar a função pulmonar. Como a função do pulmão melhora os níveis de dióxido de carbono no corpo começará a diminuir automaticamente. Para isso, os corticosteróides orais para exacerbações da DPOC também podem ser administrados para acelerar a melhora da função pulmonar. Isso normalmente leva a internações mais curtas e prolonga o tempo de exacerbação da DPOC.

Para casos de acidose respiratória devido a insuficiência ventilatória aguda, a ventilação mecânica pode ter que ser administrada até o momento em que os níveis de dióxido de carbono caiam e os retornos normais de funcionamento dos pulmões.

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment