Por que alguém coloca um ventilador e uma pessoa pode se recuperar após estar no ventilador?

Os ventiladores são um tipo de sistema de suporte à vida que ajuda um paciente grave ou crítico a permanecer vivo. Não é segredo que o corpo humano é um aglomerado de diferentes órgãos vitais e vários sistemas de rede muito imperativos. Alguns dos órgãos mais importantes do corpo humano são o coração, o cérebro, os rins e os pulmões. Algumas das redes importantes do corpo são as dos nervos, artérias e veias que são unidas pelo fluxo de sangue e outros fluidos.

Somente quando todos esses elementos diferentes se juntam e funcionam de maneira adequada, o corpo humano pode funcionar bem e sem doenças ou problemas. No entanto, pode haver condições físicas drásticas desencadeadas por doenças e enfermidades graves que podem levar à falha de vários órgãos vitais do corpo humano. Esta é uma condição que também pode levar à morte do paciente se o cuidado adequado não for tomado e a ajuda não for prestada no momento certo.

Um ventilador é um tipo de sistema de suporte à vida como sistema respiratório alternativo. Quando os pulmões humanos e o sistema respiratório entram em colapso e param de funcionar, é o sistema de ventilação que pode ajudar o paciente a respirar. É por isso que um ventilador também é conhecido como respirador. No entanto, o ventilador não é o único tipo de sistema ou máquinas de suporte à vida, pois existem outros formatos de máquinas que são utilizados na condição de falha de outros órgãos.

Um ventilador é usado para empurrar o ar para os pulmões e circular oxigênio no resto do corpo. Este é um processo que permite que o paciente continue respirando. Muitas vezes, juntamente com o ar, outros medicamentos e drogas também são empurrados para os pulmões, para que o processo de tratamento possa ser continuado. A aplicação de um ventilador é um assunto bastante complicado, onde vários tubos e dutos estão em questão. Esse é um estado que pode deixar seu paciente bastante imóvel e até achar difícil conversar e se comunicar.

Por que os ventiladores são necessários?

Como mencionado anteriormente, o ventilador é uma máquina que ajuda o paciente a continuar respirando, mesmo quando seus pulmões e sistema respiratório falham. Esta é uma máquina que ajuda a manter um paciente crítico vivo, mesmo quando seu órgão falhou.

  • Cura – Os ventiladores são máquinas que, além de ajudar o paciente a respirar, também ajudam o corpo do paciente a curar gradualmente ao longo do tempo. Essa é uma das principais razões pelas quais os pacientes submetidos a uma cirurgia crítica são mantidos em ventilação por um período de doze a vinte e quatro horas.
  • Ajuda na respiração – Os pacientes que estão enfrentando um problema de pulmões como pneumonia ou outros problemas respiratórios, também podem ser colocados no ventilador. Em outras situações em que o paciente está sob outras condições graves, como sepse, também pode precisar ser colocado em ventilação. Essas são as condições em que os pulmões e os sistemas respiratórios entram em colapso completamente. É aqui que vemos que os ventiladores se tornam realmente importantes para o paciente respirar ar e circular uma quantidade adequada de oxigênio nas outras partes do corpo humano.
  • Descanso completo – Um ventilador é uma máquina que geralmente exige que o paciente seja colocado em sono. Essa é uma condição frequentemente obtida com a ajuda de medicamentos e também é chamada de coma induzido, uma condição que permite que uma pessoa esteja em repouso completo. Ajuda no tratamento do paciente como um todo.

Uma pessoa pode se recuperar uma vez fora do ventilador?

Como regra geral, um paciente pode ser mantido em um ventilador por um período de um mês. Se o paciente não mostrar nenhum sinal de recuperação nesse período, os médicos sempre abrirão negociações com as famílias do paciente em relação à retirada do ventilador. Como regra, um ventilador pode ser aplicado a um paciente por um período indeterminado. No entanto, um dos aspectos que devem ser esclarecidos aqui é que um ventilador não cura a doença em um paciente doente. É um mero sistema de suporte à vida que ajuda o paciente a respirar mesmo quando seus pulmões param de funcionar. É uma parte do tratamento de suporte e não afeta o tratamento principal de forma alguma. Se um ventilador é removido e o paciente morre, não é porque o ventilador foi removido por causa do qual o paciente morre,

Existem muitas situações em que um paciente se recupera bem e volta ao normal após ser removido do ventilador. Os pacientes ‘bed n breakfast’ ou os pacientes cirúrgicos que são trazidos para a UTI e colocados em ventiladores como medida de precaução são um dos melhores exemplos dessa condição. Por outro lado, existem vários pacientes que não retornam ao normal e não sobrevivem após serem retirados da ventilação. Isso é puro porque a doença do corpo não pode ser tratada adequadamente.

Conclusão

A ventilação é uma proposta cara. Portanto, esse sistema atua como um sistema de suporte que não pode ser continuado ou oferecido por um período impreciso por um grande número de pessoas. Mesmo se você puder comprar esta máquina por um período indeterminado, a vida resultante para seus entes queridos será altamente comprometida. Por outro lado, o processo de saída de um ventilador é conhecido como desmame e é um processo que leva um período gradual de tempo. O atendimento ou não ao paciente após o desmame depende, em grande parte, do sucesso do tratamento que lhe foi dado.

Leia também:

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment