Quais são os sintomas da linfadenite mesentérica?

Os gânglios linfáticos estão espalhados por todo o corpo e são úteis para ajudar o seu corpo a combater doenças. Uma parte onde você pode encontrar os gânglios linfáticos é no mesentério, que é uma dobra de tecido que liga o intestino delgado à parede abdominal. Eles são geralmente órgãos pequenos e de formato oval que estão cheios de glóbulos brancos conhecidos como linfócitos. Os gânglios linfáticos inflamados são mais comuns em crianças e adolescentes com dezesseis anos e abaixo. Independentemente disso, até mesmo os adultos podem desenvolver a condição, e tanto homens quanto mulheres têm chances iguais de desenvolver a doença. Na maioria dos casos, linfadenite mesentérica é causada por infecções nos intestinos, tais como gastroenterite ( gripe de estômago). Quando alguém está experimentando tal doença, então os gânglios linfáticos mais próximos do mesentério estão implicados, fazendo com que inchem.

Quais os sintomas que você provavelmente sentirá com linfadenite mesentérica? Em casos menos graves de linfadenite mesentérica, pode-se não apresentar sintomas substanciais para indicar a existência da doença. Como resultado, não se pode procurar atendimento médico imediatamente, o que pode piorar a condição, se continuar a prevalecer sem sintomas. De um modo geral, porém, linfadenite mesentérica provoca sintomas como;

  • As dores abdominais normalmente são sentidas no meio do abdômen ou na parte inferior direita do abdômen. A dor também pode ser disseminada por todo o mesentério, dependendo da extremidade da condição.
  • Alta temperatura (febre).
  • Diarréia .
  • Vômito e náusea .
  • Perda de apetite que pode levar à perda de peso.
  • Sentimento geral de doença, conhecido como mal-estar.
  • Dor de garganta ou sintomas frios antes de dores abdominais.
  • Mudança nos movimentos intestinais.
  • Pele avermelhada acima da área da infecção.
  • Ternura na região do abdômen.
  • Extremamente baixa energia.

Sintomas alarmantes a observar:

  • Se a dor abdominal se torna freqüente e piora com o tempo, bem como febre alta acima de 101 graus Fahrenheit.
  • A dor na parte inferior direita do abdome deve ser investigada, pois está relacionada à apendicite. Essa é a inflamação do apêndice, que é uma condição mais grave em comparação com linfadenite mesentérica.
  • Dores abdominais recorrentes durante um longo período de tempo, o que significa que a condição é recorrente.
  • Sintomas da síndrome do intestino irritável ou doença inflamatória intestinal ou infestação intestinal.
  • Linfadenite mesentérica prolongada. Uma vez que esta doença não é grave, acredita-se que desaparecerá por conta própria dentro de algumas semanas com ou sem tratamento. Então, se os sintomas persistirem por alguns meses, alguma outra coisa deve ser o problema.

Home Care Para Linfadenite Mesentérica

Se você está sofrendo de alguma doença, você precisa cuidar melhor de si mesmo. O descanso é importante para o seu corpo curar e, portanto, se você está sofrendo de linfadenite mesentérica, você deve tirar alguns dias de folga para melhorar sua situação. O mesmo se aplica ao seu filho, alguns dias fora da escola serão benéficos para garantir que eles descansem o suficiente enquanto estiverem em casa e você pode ficar de olho neles. Além disso, certifique-se de manter-se hidratado bebendo muitos líquidos. Isso se aplica especialmente a indivíduos que apresentam vômitos e diarréia. As dores abdominais estão entre os sinais mais prevalentes de linfadenite mesentérica. Tanto quanto você pode tomar analgésicos para aliviar a dor, você também pode aplicar almofadas de calor na parte inferior do abdômen para alcançar os mesmos resultados. Alternativamente, você poderia usar um pano quente, embebido em água quente. Quando administrado antibióticos,

Conclusão

É importante procurar atendimento médico se você apresentar sintomas semelhantes aos da linfadenite mesentérica, pois podem indicar uma doença grave, como apendicite. Há pouco conhecimento sobre a etiologia da linfadenite mesentérica, também conhecida como adenite mesentérica. No entanto, certos fatores, como infecções bacterianas ou virais, podem ser atribuídos ao desenvolvimento da doença. Além disso, o inchaço dos gânglios linfáticos pode estar associado a essas infecções, por meio das quais eles tentam combater as bactérias e vírus ou outras substâncias nocivas do corpo. A linfadenite mesentérica desaparece quando o inchaço dos gânglios linfáticos começa a diminuir e os sintomas consequentes também desaparecem com o tempo.

Leia também:

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment