Mal De Parkinson

Como eu me importo com alguém com doença de Parkinson?

A doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa progressiva que exige cuidados adequados ao paciente. Uma vez que afeta adversamente as habilidades motoras do paciente, é extremamente importante um cuidador que possa cuidar do paciente. O principal objetivo do cuidador deve envolver

Qualidade de vida: O cuidador desempenha um papel importante na manutenção da qualidade de vida do paciente com doença de Parkinson.

Compromissos: O cuidador deve ser responsável por manter um registro de todas as consultas com o médico.

Medicamentos: O cuidador deve tomar nota de todos os medicamentos prescritos ao paciente pelo médico e administrá-lo de vez em quando.

Exercício: O cuidador deve estar ciente da saúde geral do paciente. O paciente deve ter uma dieta equilibrada e saudável e se exercitar regularmente. Isso deve ser verificado pela pessoa que cuida do paciente.

Conhecimento: O cuidador deve tentar se informar sobre os sinais e sintomas da doença de Parkinson, juntamente com o protocolo de tratamento e a progressão da doença.

Compreensão: O amor e o cuidado oferecidos ao paciente pelo cuidador podem ajudá-lo a lidar melhor com a turbulência mental que acompanha a doença de Parkinson.

Os grupos de apoio podem ajudar os cuidadores de pacientes com doença de Parkinson?

Embora cuidar de um ente querido seja profundamente satisfatório, também pode ser estressante para os cuidadores responsáveis ​​por prestar cuidados constantes aos pacientes com doença de Parkinson. Não só fisicamente, cuidar de um paciente com doença de Parkinson pode revelar-se emocionalmente desafiador também. Cuidadores podem achar particularmente difícil manter uma vida pessoal equilibrada sem enfrentar períodos de raiva e culpa às vezes. Para investigar esse assunto, grupos de apoio assim formados não apenas ajudam os pacientes a lidar com sua pressão mental, mas também com seus cuidadores.

Alívio do estresse: Com a ajuda dos grupos de apoio, os cuidadores não precisam enfrentar sua parcela de pressão emocional sozinhos. A ajuda profissional desses grupos ajuda-os a aliviar o estresse.

Nova perspectiva: os grupos de apoio ajudam os cuidadores oferecendo uma nova perspectiva sobre a relação de cuidado com o paciente.

Melhor Entendimento: Os grupos de apoio podem fornecer uma melhor compreensão do padrão de comportamento de como e por que é causado pelo paciente com doença de Parkinson.

Comunicação: Os grupos de apoio também fornecem uma plataforma para comunicação aberta com outras pessoas que enfrentam as mesmas dificuldades.

Dicas para melhor enfrentamento: esses grupos oferecem uma oportunidade de compartilhar sugestões, tops e ideias entre os membros do grupo.

Por que o seguimento adequado é necessário para pacientes com doença de Parkinson?

Uma pessoa com doença de Parkinson é obrigada a fazer check-ups regulares ao seu profissional de saúde pelas seguintes razões:

Melhor Insight: Os check-ups ajudam os profissionais de saúde a verificar se o procedimento de tratamento da doença de Parkinson está funcionando ou não e também fornece uma visão sobre os ajustes necessários a serem feitos.

Detectando Novos Problemas – Os acompanhamentos regulares ajudam na detecção de novos problemas com cognição, comportamento ou humor que podem precisar de tratamento especial.

Discussão: Os acompanhamentos fornecem uma plataforma para os cuidadores discutirem os problemas relacionados aos cuidados do paciente.

Susceptibilidade à Demência: Também pode ser conhecido se o paciente é suscetível a demência com a ajuda de exames regulares.

Demência: Pode acontecer para que a pessoa com doença de Parkinson desenvolvendo demência não consiga tomar conta de si própria ou tomar decisões sobre sua saúde. Assim, os cuidadores devem ser extremamente cuidadosos e seguir os acompanhamentos regulares com o médico.

A doença de Parkinson é de natureza progressiva e os pacientes afetados por ela devem ser cuidados com extrema cautela. Esforços devem ser tomados para manter um registro da medicação do paciente e rotinas de acompanhamento com o médico.

Leia também:

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment