Músculos E Tendões

O que é a Síndrome do Compartimento e qual é o seu prognóstico?

A Síndrome do Compartimento pode ser definida como uma condição patológica potencialmente séria envolvendo os músculos, tecidos e ligamentos como resultado do aumento da pressão dentro de um compartimento muscular. Compartimento é um grupo de músculos, tecidos e nervos nos braços e pernas, que é cercado por uma membrana extremamente forte chamada de fascia. Se houver algum dano às estruturas musculares dentro do compartimento, juntamente com o inchaço, haverá aumento da pressão dentro do compartimento, uma vez que a fáscia é tão forte que não se expande de forma alguma como resultado do inchaço dentro do compartimento. Este aumento da pressão dentro do compartimento resulta em lesões nos músculos, vasos sangüíneos e nervos causando uma variedade de sintomas.

O aumento da pressão dentro do compartimento pode causar completa obstrução do suprimento sangüíneo, resultando em oxigênio insuficiente atingindo o compartimento devido à obstrução, causando necrose e isquemia celular. Isso é o que é chamado de síndrome compartimental.

Síndrome compartimental normalmente se desenvolve como resultado de inchaço ou sangramento dentro do compartimento, que obstrui o fluxo sanguíneo para esta área causando aumento da pressão dentro do compartimento e danificando os nervos e tecidos dentro. Se não for tratada, a síndrome do compartimento pode levar à necrose celular e, em última instância, exigir amputação da região afetada.

Qual é o prognóstico da síndrome do compartimento?

O prognóstico geral da síndrome do compartimento depende de quão cedo a condição é diagnosticada. Atraso no diagnóstico pode ser catastrófico para o indivíduo afetado. Se o diagnóstico for feito precocemente antes que os músculos, nervos e estruturas teciduais dentro do compartimento sejam necrosados ​​e tratados com cirurgia para diminuir a pressão dentro do compartimento, então o prognóstico para o retorno normal da função é bastante bom.

Se, não tratado, devido ao atraso no diagnóstico, o prognóstico para esses indivíduos é extremamente reservado para os pobres, com a amputação da região afetada se tornando uma necessidade.

Em conclusão, a perspectiva geral para a Síndrome Compartimentada na maioria dos casos é excelente se a condição for diagnosticada precocemente e o tratamento for iniciado para aliviar a pressão do compartimento. Isso geralmente é feito através de um procedimento cirúrgico chamado fasciectomia. No entanto, se o diagnóstico se atrasar e a pressão continuar a aumentar dentro do compartimento e o tratamento não for iniciado, o prognóstico piora significativamente ea cada dia que passa aumentam as chances de perder o braço ou a perna afetados.

Assim, é altamente recomendado que, se um indivíduo apresentar o menor sintoma da síndrome compartimental, deve consultar o médico assistente para um diagnóstico e tratamento precoces, para que o prognóstico de recuperação completa da síndrome do compartimento permaneça excelente.

Leia também:

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment