Qual é o prognóstico para Charcot Marie Tooth e quais são suas mudanças no estilo de vida?

A doença de Charcot Marie Tooth (CMT) é um distúrbio hereditário do nervo periférico. Seus nervos periféricos estão presentes fora do cérebro e da medula espinhal. Esses nervos conectam o sistema nervoso central ao resto do corpo. A doença afeta principalmente as pernas e os braços. 1

Embora indivíduos em casos raros possam desenvolver fraqueza na musculatura respiratória, Charcot Marie Tooth não é considerada uma doença mortal. Espera-se que os indivíduos com a maioria dos tipos de Charcot Marie Tooth vivam normalmente. 1

Possíveis complicações de Charcot Marie Tooth

Pessoas com Charcot Marie Tooth podem sofrer uma série de complicações. As complicações mais comuns experimentadas nos estágios posteriores da doença incluem:

Respirar pode ser difícil se a condição afetar os nervos que controlam o diafragma. O paciente pode precisar de medicamentos broncodilatadores ou ventilador. Estar acima do peso ou obeso pode piorar a respiração.

A depressão pode resultar do estresse mental, ansiedade e frustração de viver com qualquer doença progressiva. A terapia cognitivo-comportamental (TCC) pode ajudar pacientes com Charcot Marie Tooth a lidar melhor com suas vidas diárias e, se necessário, com depressão.

Embora Charcot Marie Tooth não possa ser curada, algumas medidas podem ajudar a evitar mais problemas. Isso inclui um bom cuidado dos pés, pois há um risco aumentado de lesões e infecções, evitação de cafeína e tabaco e não beber muito álcool.

Embora os indivíduos com Charcot Marie Tooth devam viver normalmente e o nível de incapacidade diferir bastante, o Charcot Marie Tooth afeta todas as partes da vida na maioria dos casos. O distúrbio é físico em si, mas também pode apresentar dificuldades emocionais e sociais.

O distúrbio é hereditário; portanto, se alguém da sua família próxima tiver a doença, você terá mais chances de desenvolvê-la. Outros gatilhos da neuropatia podem induzir sintomas idênticos ou até piorar a esta doença, como o diabetes. Além disso, medicamentos incluindo paclitaxel e vincristina (agentes quimioterapêuticos) e outros medicamentos podem produzir sintomas piores. Verifique se o seu médico está ciente de todos os medicamentos que você está recebendo.

Os cientistas estão pesquisando uma variedade de tratamentos em potencial que podem tratar a doença no futuro. Os tratamentos potenciais incluem terapia genética, medicamentos e procedimentos in vitro que podem ajudar a impedir que as gerações futuras transmitam a doença. 4,5

Quais são as mudanças no estilo de vida de Charcot Marie Tooth?

A gravidade dos sintomas de Charcot Marie Tooth varia de pessoa para pessoa. Algumas terapias estão disponíveis para ajudá-lo a gerenciar o distúrbio. Charcot Marie Tooth pode levar a deformidades e perda de sensação nos pés. Para aliviar os sintomas e evitar complicações, é aconselhável verificar diariamente os pés em busca de feridas, úlceras e infecções. Use sapatos bem ajustados que ofereçam um bom apoio ao tornozelo. Se você tem deformidades nos pés, invista em sapatos feitos sob medida.

Cuide bem dos músculos e articulações para reduzir o risco de lesões e perda de função. Por exemplo, estique-se regularmente e faça exercícios diariamente. Se você estiver instável com os pés, use uma bengala ou andador para melhorar sua estabilidade.

A doença produz músculos mais fracos e menores nas pernas e em estágios posteriores nos braços. Você também pode sentir perda de sensação com contrações nos músculos, causando dificuldades para caminhar. Também prevalecem as deformidades do pé, como arcos altos e martelos. Os sintomas geralmente começam nos pés e pernas, mas acabam afetando os braços e as mãos. Os sintomas da doença geralmente ocorrem na adolescência ou no início dos anos vinte, mas também podem ocorrer na meia-idade. 2,3

Conclusão

Charcot Marie Tooth é um distúrbio genético que geralmente resulta em fraqueza muscular nos braços e pés, que pode impedir o movimento ou outras atividades de um indivíduo, reduzindo a capacidade de viver de forma independente. É importante iniciar o tratamento sintomático o mais cedo possível. A adesão a um estilo de vida saudável, alongamentos regulares e exercícios leves evita que o distúrbio se torne muito grave e as pessoas podem continuar as atividades diárias normais de forma auto-suficiente. A expectativa de vida não é reduzida na maioria dos casos. Em raras ocasiões, a doença pode ser fatal, afetando os pulmões, causando distúrbios respiratórios.

Leia também:

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment