Home remédios para síndrome paraneoplásica

A síndrome paraneoplásica é uma condição comum em pacientes com câncer. A síndrome geralmente surge devido ao sistema imunológico que tenta lutar contra as células cancerígenas, e no meio desse processo, atacando as células normais. É mais comum em indivíduos que sofrem de câncer de pulmão, ovário, mama e linfático. Uma síndrome paraneoplásica pode ser vista como um sintoma precoce de câncer, que se desenvolve durante um período de dias ou semanas, antes do câncer ser descoberto. Alguns dos principais sintomas envolvidos com a síndrome paraneoplásica podem incluir; perda de tônus ​​muscular, dificuldade para deambular , engolir e falar, problemas de visão, perda de coordenação motora fina, problemas para dormir, demência, convulsão e vertigem. [1]

Existem remédios caseiros para a síndrome paraneoplásica? É um desafio administrar a síndrome paraneoplásica com remédios caseiros, considerando que o transtorno é atribuído a um distúrbio imunológico. Além disso, a causa subjacente é frequentemente câncer não diagnosticado, que também é difícil de administrar em casa. O melhor remédio caseiro para pacientes com a síndrome paraneoplásica pode ser considerado estar aprendendo mais sobre a condição que você tem e ter apoio da família. Fora isso, é crucial que você coma de forma saudável, siga os medicamentos prescritos ao pé da letra e evite qualquer coisa que piore a sua condição. Além disso, você pode participar de um grupo de suporte, no qual pode compartilhar sua experiência com a condição e também como lidar com ela. Além disso, você pode aprender com o que os outros fazem, como eles cuidam de si mesmos enquanto estão em casa,

Quando estiver em casa, é importante que você, ou se você tiver um cuidador, fique atento a você. Fique de olho nos seus sintomas, se eles estão melhorando ou piorando, as complicações que você tem que tomar medicação prescrita e a relação com sua condição, e quaisquer outras mudanças que você possa experimentar. Você também pode participar de exercícios e atividades amigáveis, como aeróbica moderada, terapia da fala e exercícios de fortalecimento muscular para ajudar a aliviar sintomas como fraqueza muscular, coordenação motora fraca e problemas de fala. Por medidas de segurança, você pode ter seu cuidador cuidando de você enquanto se exercita e, em caso de problemas, eles podem ajudar. Não empurre seu corpo além de seus limites, pois isso pode causar mais problemas, o que pode comprometer seu processo de cura. [5] [6]

Formas de síndromes paraneoplásicas

As síndromes paraneoplásicas afetam basicamente o sistema nervoso central. Existem vários tipos de síndromes paraneoplásicas, e algumas são mais comuns que outras. Além disso, existem aqueles tipos que são comuns com tipos específicos de cânceres. Algumas das formas de síndromes paraneoplásicas incluem; Encefalomielite paraneoplásica (MEP), encefalite límbica , encefalite do tronco encefálico , degeneração cerebelar paraneoplásica. Opoclonus-mioclonia paraneoplásica, degeneração da retina paraneoplásica, neuronopatia motora, neuropatia autonômica, síndrome miastênica de Lambert-Eaton, miastenia grave e dermatomiosite, entre outros. [4]

Gerenciando a Síndrome Paraneoplásica

A melhor maneira de gerenciar a síndrome paraneoplásica é tratando a condição subjacente, que neste caso é o câncer. Uma vez diagnosticado o tumor, o tratamento para o cancro pode começar e, depois disso, podem ser iniciados os esforços para gerir a resposta auto-imune. Possíveis opções de tratamento para a síndrome paraneoplásica incluem o uso de esteróides, irradiação, bem como a administração de altas doses de imunoglobulinas.

Embora as síndromes paraneoplásicas tenham uma etiologia imunológica, a imunoterapia nem sempre é eficiente em todos os casos. Os tratamentos de imunoterapia que podem ser considerados para essa síndrome são a troca de plasma e a imunoadsorção. Além disso, um processo de limpeza de anticorpos, conhecido como plasmaférese, pode ser útil no alívio dos sintomas de um distúrbio paraneoplásico. Em particular, para pacientes cujo sistema nervoso periférico foi comprometido. [1] [2] [3]

Conclusão

As síndromes paraneoplásicas não podem ser curadas e, atualmente, não existem tratamentos para evitar danos neurológicos progressivos. Portanto, a melhor maneira de gerenciar uma síndrome paraneoplásica é através do tratamento do câncer e de tratamentos eficazes de imunoterapia. Em casa, o melhor que você pode fazer é manter-se seguro e não se envolver em atividades que possam comprometer sua situação atual. Em caso de perda total da funcionalidade e mobilidade muscular, procure alguém que cuide de você e o ajude na casa. Caso contrário, coma de forma saudável, tome sua medicação e sempre faça visitas ao seu médico.

Leia também:

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment