Usos, Benefícios e Efeitos Colaterais da Arnica

Nossa natureza consiste em uma ampla variedade de plantas medicinais, árvores e arbustos. As plantas medicinais são tradicionalmente usadas para tratar condições de saúde variadas. A arnica é uma entre as ervas que contêm valor medicinal. Arnica cresce na Europa Central e na Sibéria, incluindo partes da América do Norte com uma condição climática temperada.

Arnica é da família do girassol e gênero de plantas herbáceas perenes. A flor também é chamada de “Daisy Mountain”. As flores possuem valor medicinal e são um dos principais componentes de certos medicamentos. O uso de Arnica foi extenso em tinturas alcoólicas e medicina popular europeia dos dias tradicionais.

Os fabricantes usam Arnica como um dos ingredientes vitais para a produção de suplementos em diferentes formas. Os comprimidos e pílulas com Arnica contêm o extrato do ingrediente em quantidade insuficiente. Para aplicações externas, o Arnica está disponível em formulários para soluções tópicas. Para usar a erva medicinal topicamente, você pode usar Arnica Gel, Arnica Oil ou Arnica Cream.

Os usos da arnica

Os extratos da flor da arnica e da flor são amplamente utilizados na medicina popular e homeopática. Arnica e seus extratos tratam acne, contusões, furúnculos, erupções cutâneas, entorses, feridas e dores. As pessoas também consomem arnica por via oral para tratar dor de garganta e boca. O componente medicinal da Arnica também trata a dor, incluindo após a cirurgia, remoção de dentes, veias inchadas, picadas de insetos, dor muscular, derrame e problemas de visão e após o aborto.

Os fabricantes processam a cabeça da flor para produzir cremes e pomadas. As pomadas e cremes são aplicados como um creme tópico na pele. O creme de arnica tópica trata dor e inchaço associado com entorses, contusões, dores, picadas de insetos, músculo e cartilagem, artrite , lábios rachados e acne .

Arnica também é usada como ingrediente de sabor em sobremesas lácteas congeladas, bebidas, doces, gelatinas, assados ​​e pudins.

Arnica também é um componente usado para preparar tônicos capilares, produtos anti-caspa, perfumes, bem como produtos cosméticos.

Benefícios da Arnica

Benefícios para a saúde da pele de Arnica

A Arnica é usada como ingrediente ativo na fabricação de diferentes produtos para cuidados com a pele. O ingrediente equilibrado usado no produto melhora a saúde da pele e também ajuda a se livrar de certos problemas de pele. Trata-se de uma infecção da pele, eczema , picadas de gelo, frieiras, estrias e atua como alimento para a pele.

Benefícios para a saúde do cabelo e couro cabeludo da Arnica

Arnica possui propriedades anti-inflamatórias que o tornam perfeito para a preparação de produtos para o cabelo. Os fabricantes utilizam os extratos de Arnica para condicionamento de fabricação e xampus. Os extratos de Arnica rejuvenescem o couro cabeludo e estimulam os folículos pilosos que fortalecem o cabelo e impedem a queda. Arnica é benéfica na limpeza do excesso de óleo e sebo do couro cabeludo que dá um brilho natural. Remove sujeira, óleo e detritos do couro cabeludo e também combate a caspa e coceira. Arnica atua como um antibiótico e efetivamente cura a infecção do couro cabeludo. Ele trata as extremidades divididas fortalecendo cada fio de cabelo.

Outros benefícios de saúde de Arnica

Arnica é usado para tratar uma ampla gama de distúrbios internos e externos. As propriedades anti-inflamatórias da Arnica ajudam a curar dores nas articulações, inchaço muscular e dores. Também trata eficazmente as condições de artrite. As qualidades curativas da Arnica a tornam um ingrediente eficaz para curar contusões, queimaduras, feridas, picadas de insetos e dor pós-cirúrgica. Melhora a circulação sanguínea e diminui o tempo de cicatrização. A arnica também é benéfica para diminuir a depressão e o estresse emocional. Ele restaura o equilíbrio emocional e trata condições como gripe, dor de cabeça , enxaqueca , dor nas costas, fibromialgia e hemorróidas.

Efeitos colaterais da arnica

A FDA classifica a erva da Arnica e sua flor como insegura para seu componente tóxico. Consumir Arnica ou os medicamentos por via oral pode ser fatal. Usar Arnica como medicamento interno não é seguro, pois doses maiores afetarão a saúde criticamente.

A arnica, quando consumida direta e oralmente, prova ser venenosa. Também irrita a boca e a garganta. A pessoa também pode sentir dor de estômago, falta de ar, batimento cardíaco acelerado e aumento da pressão arterial. Consumir Arnica não diluído também causará vômitos, erupções cutâneas, danos ao coração e aumento do sangramento. Falência de órgãos, coma e morte são os casos extremos causados ​​por consumir arnica não diluída por via oral.

  • As mulheres devem evitar consumir ou aplicar Arnica durante a gravidez ou amamentação.
  • Pessoas com pele sensível podem desenvolver uma reação alérgica ao uso de Arnica.
  • As pessoas devem evitar aplicar creme, gel ou pomadas de Arnica em pele danificada ou quebrada, pois o elemento tóxico será absorvido e afetará os órgãos internos.
  • As pessoas que se queixam de úlceras, síndrome do intestino irritável , doença de Crohn ou qualquer outro problema intestinal ou intestinal devem evitar o consumo de arnica.
  • Se você tiver problemas relacionados ao coração, como pressão alta ou ritmo cardíaco acelerado, a Arnica aumentará a freqüência cardíaca, causando danos ao coração.
  • Se você usar medicamentos que contenham Arnica, pare de usá-lo pelo menos duas semanas antes e depois da cirurgia, pois pode causar sangramento extra.

Conclusão

É essencial consultar um médico antes de usar Arnica em qualquer forma para qualquer finalidade para obter os melhores benefícios. É fundamental usar os produtos com uma quantidade segura de Arnica e seus extratos. Se você não tem certeza sobre o componente, consulte o médico para obter conselhos sobre como usar o Arnica diluído. Certifique-se de consumir a dose exata de Arnica, conforme a prescrição como overdose levará a piores condições de saúde, incluindo coma e morte!

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment