Dor No Peito

Causas de dor torácica após fumar e formas de parar

Fumar  é conhecido por causar mais danos do que qualquer bem. Embora existam vários riscos para a saúde do tabagismo, a dor no peito após o tabagismo é importante. É importante conhecer as causas da  dor no peito após fumar e maneiras de pará-lo. Dor no peito depois de fumar pode ser uma queixa problemática e para se livrar da dor, você precisa parar de fumar. O teor de nicotina nos cigarros é viciante, o que dificulta a saída. Mas aprender maneiras de parar de fumar é importante para manter a saúde e prevenir a dor no peito após fumar.

Causas de dor torácica após o tabagismo

Fumar pode afetá-lo de várias maneiras e aumentar o risco de várias doenças, como tuberculose, bronquite , doença pulmonar obstrutiva crônica, câncer de pulmão, pressão alta, derrame cerebral e até doença arterial coronariana. Para a maioria dos fumantes a longo prazo, a dor no peito após fumar é uma complacência óbvia. A dor será maior quando você respirar fundo, dando-lhe uma sensação de aperto que se torna difícil de resistir às vezes.

  • Inflamação – O aspecto mais proeminente do tabagismo é a inflamação das vias aéreas, que resulta em dor maciça, reconhecida como dor no peito após o tabagismo. É causada pelas substâncias químicas presentes na fumaça, o que resulta em dor no peito. A inflamação das passagens aéreas é, portanto, a causa mais comum de dor no peito após fumar.
  • Imunidade diminuída – Fumar reduz a sua imunidade, tornando-o propenso a infecções virais, alergias, resfriados frequentes e tosse. A tosse repetida pode forçar e causar dor nos músculos da parede torácica, levando à dor cada vez que você respira. Infecções virais freqüentes e tosse são outra causa comum de dor torácica após o tabagismo.
  • Infecções do Trato Respiratório Inferior – Fumar a longo prazo, que causa inflamação repetida do trato respiratório, aumenta o risco de infecções do trato respiratório inferior. Condições como bronquite, inflamação da pleura e outras condições que afetam os pulmões são as causas mais proeminentes de dor no peito após o tabagismo.

Dor torácica após o tabagismo pode ser grave, leve, unilateral ou bilateral, dependendo da inflamação da parede torácica e da área afetada. Pode causar o acúmulo de colesterol nas artérias, causando o endurecimento das artérias, o que afeta o fluxo sanguíneo para o coração e o cérebro. Não só aumenta o risco de acidente vascular cerebral, doenças cardiovasculares e câncer de pulmão, mas também afeta a circulação sanguínea e o funcionamento geral do corpo.

Maneiras de parar a dor no peito depois de fumar

A dor torácica após o cigarro certamente exige “deixar de fumar”. Mas antes disso, você precisa lidar com sua dor no peito imediatamente, por isso, mesmo se você é viciado em fumar, tente descobrir as maneiras de pará-lo.

As melhores maneiras de parar a dor no peito após fumar é tratar a causa subjacente da dor no peito. Bronquite e outras condições inflamatórias devem ser tratadas adequadamente. As infecções são frequentemente tratadas com antibióticos. Tosse expectorante também funciona bem a seu favor e ajuda muito no alívio da tosse, ajudando assim a parar a dor no peito após o tabagismo.

Se fumar causou mais danos aos órgãos internos, como o coração e os vasos sanguíneos, investigações especializadas e tratamento podem ser necessários. Colesterol alto e pressão alta podem piorar a dor no peito após fumar e aumentar o risco de complicações. Assim, tais condições devem ser tratadas com medicamentos, dieta e exercício.

Embora seja importante tratar as causas da dor no peito após fumar, lembre-se de que isso só ajudará por algum tempo. Se o hábito de fumar continuar, os problemas voltarão a ocorrer e a recuperação completa não pode ser esperada. Assim, após o término do tratamento inicial, o principal motivo para parar o tórax após fumar é parar de fumar.

Aqui estão algumas maneiras de parar a dor no peito após fumar:

  • Tome bastante líquido para eliminar as toxinas, para evitar o acúmulo de nicotina em seu corpo. Também ajuda a soltar a tosse, que pode ser facilmente removida. Beber água morna e fluidos pode ajudar em grande medida e trabalhar como expectorantes de tosse natural.
  • A quente estimulação e a inalação de vapor também ajudam a aliviar a dor no peito devido a problemas de resfriado, tosse e respiração. Usar alguns óleos essenciais que combatem a inflamação e infecções respiratórias também pode ajudar.
  • Home remédios são uma maneira eficaz de parar a dor no peito após o tabagismo. Usando gengibre e açafrão em chás, sopas e outros alimentos também podem ajudar a combater a inflamação e aliviar a dor no peito depois de fumar.
  • Anti-oxidantes, que são encontrados em abundância no chá verde e outros alimentos também ajudam a combater a inflamação, construir imunidade e prevenir infecções.
  • O manjericão também ajuda a liberar a tosse e tem propriedades antibacterianas. Também aumenta a função cardíaca, atua como um agente purificador do sangue e pode ajudar a parar a dor no peito após fumar.
  • Alimentos saudáveis, frutas frescas e vegetais, que são ricos em fibras e propriedades anti-oxidantes ajudam na cura e para parar a dor no peito. Tente comer mais frutas e legumes crus como saladas com pimenta preta salpicada, para encontrar alívio da tosse.

Home remédios e terapias alternativas podem ajudar muito a parar a dor no peito depois de fumar. Mas a coisa mais importante para parar a dor no peito é parar de fumar. Além disso, é importante procurar opinião médica se sentir dor no peito e seguir o conselho médico. Diagnóstico e tratamento oportunos podem ajudar a prevenir complicações e melhorar suas chances de se recuperar de dores no peito após fumar e de parar de fumar com sucesso.

Especialista em Dor at | 425-968-1599 | [email protected]

Eu sou o Dr. Ruby Crowder e sou especialista em medicina pulmonar e cuidados intensivos. Eu me formei na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Eu trabalho no Hospital Geral de São Francisco e Centro de Trauma de Zuckerberg. Eu também sou professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Eu pesquisei a epidemiologia e o manejo da tuberculose em países de alta incidência e publiquei muitos remédios e artigos relacionados à saúde sobre o Exenin e em outras revistas médicas.

Finalmente, gosto de viajar, mergulhar e andar de mochila.

Leave a Comment